Posts Tagged ‘o tempo é um bastardo’

Pelo menos hoje, manda avisar que é para o tempo correr correr o mais depressa que puder correr, correr, correr e quando eu avisar, é para parar. Como se a gente fosse brincar de meu mestre mandou. E o meu mestre mandou sorrir, mandou 3 horas durarem 3 vidas o mestre mandou a gente aproveitar nosso […]


Conto

02out12

Era um sonho. Certeza que era. Eu abri os olhos e ouvi a respiração embaixo da minha cama. A chuva forte fazia tambor na minha janela e eu quase tive vontade de abrir só pra pedir pra ela parar. Me dobrei na cama pra poder olhar embaixo e não havia nada. Só meus sapatos sujos […]


Ele acendeu o cigarro e disse: não quero que você me veja fumando. ‘Tarde demais’, eu respondi. Já que eu tinha entrado no posto de gasolina pra comprar com ele. Era um dos amigos das antigas. Da época de menino da rua. Que jogava taco na praça e torcia pra vida correr mais depressa. Ele […]


– Espera amanhecer. Essa sempre foi a nossa resposta. Deixar pra ver como fica no dia seguinte. Meus olhos com os teus, uns sorrisos em comum. Ninguém ainda sabe tanto de você quanto eu. Mas deixa pro outro dia, sempre foi assim. Virar amigos e fingir que a vida tomou o rumo que a gente […]


05out11

E antes de ir embora ela disse que fecharia o coração, como um livro. E que deixaria nossa melhor história pro fim. Disse que a gente tinha dia e hora pra ser feliz, o resto mesmo era só ‘deixe estar’. Eu devo ter perdido minha agenda, não é possível. Acordei tarde e acho que deixei […]


Hoje é dia 8

08jul11

O nome desse post era pra ser ‘sobre todas as coisas que eu sei’. Mas eu não sei nada. Só me parecia um título revigorante… Então eu mudei. Hoje é dia 8. E eu sou de câncer. Sempre fiquei na dúvida se acredito nessas coisas ou não. E o Oswaldo Montenegro tem uma música linda […]


Quando eu era pequeno eu odiava atrasar. É verdade quando dizem que a gente muda tanto. Não que eu não me importe mais e viva me atrasando. Eu só acho uma covardia a gente ficar tão preso no tempo. É como olhar pro lado e ainda ser o mesmo dia no calendário. E talvez eu […]