Archive for the ‘vida fudida’ Category

(O cenário é simples. Uma cadeira, um quadro na parede. Uns objetos, como se fosse uma sala). ATO ÚNICO (Entra o Danilo Teixeira, que é feito por um ator mais forte e mais bonito que ele, ou até mesmo por uma atriz. Podia prender o cabelo e uma vez ou outra engrossar a voz e […]


– Me faça esquecer. Ela pediu. Eu não sei exatamente o que eu podia fazer. A música já tinha terminado. Então eu não fiz nada. Só deixei assim um pouco. Quando a gente tenta apressar o tempo, ele geralmente corre mais devagar, ás vezes vai até na contramão. Mas ela parecia diferente. Disse que já […]


Já passava das 3. Ela falou que sabia que nós éramos iguais. Eu disse que a gente não era igual, só estávamos no mesmo lugar. O bar ainda estava cheio, uma banda começou tocar. Uma mina canta. Em algum momento do show ela achou que seria legal cantar com os peitos pra fora. Cover do […]


Ela veio como todas as outras. Embalada. Me ofereceu um cigarro, falou que queria sumir daqui. Outra cidade, outro bar. O problema não é o bar – eu disse – nem a cidade. O problema é sempre você, não importa aonde estiver. Ela deu um tapa na minha cara. Falou que só queria dormir com […]