Archive for the ‘não querer pensar’ Category

me cobri de espanto abismado com teus desenhos calei meu canto chocado com a brutalidade de teus cavalos. era um daqueles poemas mirradinhos um rabisco sem tom domingava a tarde toda pra se escrever ia ia, ia indo, cheirando a cor da terra marrom. nasceu na segunda filho da preguiça e do desmazelo bonitos olhos […]


I primeiro a compreensão. colhem flores e colocam em nosso cabelo dizem um oi tímido e por consequência da solidão curam a nossa carência com palavras de bons costumes. na primeira noite é um beijo no rosto um afago no cachorro. II na segunda noite já nos conhecem. me coloca um apelido diz que não […]


em algum momento você vai olhar pro céu e vai deixar de me ver. enquanto isso os discos pulam de música em música, e tudo que eu tento te dizer não passa de um trecho de um poema que eu li na semana passada, porque eu pensei também que era apenas demora. seu ônibus que […]


Lynch 2

05fev13

Todos eles. Ali. Chamando meu nome. “danilo, danilo, danilo…” Do meu lado é ele, David Lynch. De novo. Um cigarro entre os lábios. A cara de preocupado, diz que eu desmaiei. Que eu estava bem e então, do nada, eu caí. Eu olho ao redor, minha sala, da minha casa. E muitos rostos me olham […]


Lynch 1

29out12

Lynch acende um cigarro. Pessoas com cabeça de coelhos andam ao nosso redor. Ele me encara. Um bloco de folhas descansa em suas pernas. Com umas das mãos ele desenha, com a outra ele segura o cigarro. Não fala nada. Me estuda. Faço parte do seu novo roteiro. Pergunta dos meus pesadelos. Me questiona sobre […]


só um rascunho

25jul12

Esse é um post 100% pra mim.  Porque sexta-feira eu vou viajar e talvez eu só escreva aqui na segunda-feira. Não sei ainda. (mas amanhã ainda tem música) E agora eu preciso falar sobre a Dany B. Vocês sabem, a dona do Sem Sabor e uma das pessoas mais incríveis do meu mundo. (: Hoje ela […]


Eu tenho medo que toda vez que eu acorde seja tarde demais. Tarde pra viver, pra amar, pra ser eu mesmo. Então todo dia meu relógio me levanta cedo. Daí eu tenho tempo de arrumar minhas coisas, limpar minha bagunça, escrever o que eu quiser e deixar o resto do dia correr devagar, como se […]