Archive for the ‘me faça esquecer’ Category

me cobri de espanto abismado com teus desenhos calei meu canto chocado com a brutalidade de teus cavalos. era um daqueles poemas mirradinhos um rabisco sem tom domingava a tarde toda pra se escrever ia ia, ia indo, cheirando a cor da terra marrom. nasceu na segunda filho da preguiça e do desmazelo bonitos olhos […]


09jun13

eu queria saber o que dizer ou fazer. mas sempre quando eu penso sobre isso eu só quero fugir, igual eu fiz naquele dia. e eu digo ‘fugir’ no sentido mais direto possível. de realmente querer sumir, sem atender o celular, sem precisar viver assim. mas não dá. as horas te puxam pra realidade e […]


eu não queria falar mais nada, porque sempre quando eu começo a falar, em algum momento, vai sair alguma bobagem e eu vou me sentir um grande idiota. mas eu falei. porque eu também não sei ficar quieto. porque é muito dificil saber da sua existência nesse mundo gigante e não querer contar pra todo […]


blá

21out12

escrevi uma ou duas coisas, pra você ler, menina. sobre a terra, o céu e o luar sobre o medo de não saber como continuar sobre a constituição, e a força do seu olhar sobre abrigo, meus livros e nosso jeito estranho de tentar amar. a terra toda que treme quando te vejo passar, o […]


Like Crazy

19ago12

não sou bom nisso. não sei o que falar. e geralmente prefiro apostar que vai dar errado. mas são todas tuas aquelas músicas de amor. eu não sou teu disco favorito, mas eu posso aprender a cantar, mesmo desafinado. pra repousar no seu fone de ouvido. e remendar teus sonhos, te fazendo uma blusa de […]


Tu

18jul12

Escrevi assim mesmo, no alto da página. Duas letras com todos os sentimentos bonitos que eu sabia dizer. E depois eu me perdi. No nosso emaranhado. Eu sou um novelo de lã. E tu é um gato, me puxando. Fiozinho por fiozinho, até me desmanchar inteiro. Até me fazer desconversar, olhando pro outro lado em […]


14nov11

Parecia com um final. Mas era o começo. O que queria dizer que chegaria ao fim, antes mesmo de fazer valer. E o que acontece? A gente volta pra casa. Eu te encontro, não chamo seu nome. Você me vê passar e depois se convence que não era eu. Mas foi tudo culpa nossa, só nossa, […]