Archive for the ‘infinito’ Category

Sua companhia

26abr17

todas as pessoas, todas elas estão girando ao nosso redor com seus nomes e rostos e empregos e, olhando daqui, me assusta ser como qualquer uma delas. mas existe um rio do outro lado da cidade, e ele me entrega a mesma calmaria que sua companhia, quando a gente se perde de nós mesmos as […]


como um sol

17abr17

parece que apagaram todas as luzes. e meus pés estavam longe de casa enquanto víamos distante qualquer cidade que não importava já que nem fazia parte de nós porque nunca fizemos parte de ninguém, nunca estivemos em lugar algum e sempre fomos donos de tudo. como se qualquer coisa que você queira me dizer ficasse […]


tentei de outra cor como uma televisão chiada. na verdade, falava sobre sorte sobre todos os compromissos que a gente atrasa, acho que te deixei plantada por meia hora da última vez, como se tudo não fosse passageiro, que bobagem a minha. acho que decidi cuidar de você minha vida toda acho que tô apaixonado pela sua […]


Vamos supor que eu enlouqueça – só hipoteticamente –  que eu tenha qualquer coisa parecida com alguma doença, não que seja tão sério,  mas é daquelas coisas mais assustadoras do que a gente pensa. Mas antes vamos supor que pra começar você precisa prestar atenção em tudo que eu digo, mas como eu incontrolavelmente falo […]


em alguns anos a gente nem vai se reconhecer mais e todos os nossos amigos vão estar morando em cidades diferentes, talvez a gente esteja cada vez melhor mas estaremos em lugares diferentes. e eu não sei muito bem o que fazer sobre isso, alguns anos não querem dizer nada para o universo mas entre nós, […]


nublado

31jan17

se eu fosse mais jovem eu deixaria essa cidade, porque parece que quando a gente tem o mundo inteiro todo dentro do nosso bolso, a gente atravessa todos os mares e faz floresta em desertos. mas se estiver chovendo na hora que você acordar, eu coloco todos os seus sonhos de volta no travesseiro e […]


gesticulava com a certeza absoluta de quem não sabe nada do que tá dizendo, e sendo assim, como todos aqueles tão inseguros sempre se encontrava sem querer cheio de razão, sempre olhando no relógio de hora em hora e imaginando os contornos quase que gravitacionais que o puxavam diretamente para o seu sorriso. sendo assim,  […]