Archive for the ‘Garoto Imbecil’ Category

fiz uma bagunça danada. troquei umas coisas de lugar, limpei umas gavetas joguei fora umas certezas  usei umas camisetas de cores diferentes, arrastei os móveis  e sujei todo o chão de tinta quando achei que deveria pintar a parede. fui deixando de insistir em tanta coisa, que até fui dormir mais tarde com medo de […]


a gente abriu a porta, só pra te deixar a vontade, e você trouxe de volta toda a bagunça. tirou o sono, tirou a calma e eu rasguei minha garganta e dei minhas mãos para o diabo quando desejei com todas as forças que você fosse para o inferno. e eu sei que sempre vou […]


nublado

31jan17

se eu fosse mais jovem eu deixaria essa cidade, porque parece que quando a gente tem o mundo inteiro todo dentro do nosso bolso, a gente atravessa todos os mares e faz floresta em desertos. mas se estiver chovendo na hora que você acordar, eu coloco todos os seus sonhos de volta no travesseiro e […]


gesticulava com a certeza absoluta de quem não sabe nada do que tá dizendo, e sendo assim, como todos aqueles tão inseguros sempre se encontrava sem querer cheio de razão, sempre olhando no relógio de hora em hora e imaginando os contornos quase que gravitacionais que o puxavam diretamente para o seu sorriso. sendo assim,  […]


elas fizeram uma bagunça danada.  encheram a sala com fumaça de cigarro e cantaram músicas bregas usando o violão que fica embaixo da cama. escreveram frases nas paredes e se esconderam debaixo do meu cobertor. até que eu desisti de tentar colocar ordem nas coisas. então tentei escrever algumas coisas, só pra ter toda certeza […]


palco

15dez16

como se seus passos um a um fizessem rastro na luz quente, e eu quase pudesse ver suas cores, quando seus olhos se acostumassem e sem querer, me procurassem, e eu estivesse por ali, com flores por entre os dedos. como se você sorrisse ao me ver e ali de baixo, entre tanta gente, eu […]


Não converse com estranhos, nem se eles forem legais mas às vezes acho que me sinto tão sozinho que os estranhos dizem uns aos outros para não falarem comigo. Nós já sabemos que não consigo escrever um poema direito, porque as palavras são como garotas, ficam entediadas e fogem principalmente quando percebem que vejo filmes […]