Archive for the ‘eu demorei o dia pra fazer isso’ Category

ela sorri sem mostrar os dentes e olha pro outro lado parece que congelou o ar e o céu e parece que eu, principalmente não ousaria me mover. ela é brilhante como o sol e tão bonita que queima minhas mãos mas eu percebo que não me importo. ela é uma música que eu peço […]


estranhos

21ago14

– um rabisco que eu preciso lembrar de reescrever daqui um tempo. (ônibus. A câmera está só nela. Ela chora. O ônibus está parado, algumas pessoas entram. Ele vem do fundo do ônibus) ele: eu estava lá atrás te olhando e, desculpa chegar assim, mas você está chorando… ela: (sem olhar pra ele) cacete, você tem uma ótima […]


Por descuido

14mar14

se o barulho da televisão não te fizer dormir quando você se sentir tão cansada ou por desmazelo e incoerência aquele poema que eu te escrevi ainda tocar no seu ouvido e você recitar baixinho até subir aos céus, como estrela como um sorriso dado escondido se por descuido a casa cheia e novos rostos […]


MOLL

11mar14

  ”quanto tempo assim? tão tarde fui perder o rumo dos dias, dos anos de pessoas iguais a você tantos passos entre abraços em despedidas fui outros caras só pra roubar-te as horas e perguntar onde está você quando o tempo muda? onde está você quando parece que vai chover? onde está você quando a […]


(As cortinas estão fechadas, entra a repórter com um microfone em mãos). REPÓRTER: boa noite, nossa equipe do ‘jornal da noite’ conseguiu, com exclusividade, assistir ao interrogatório dos 5 suspeitos do assassinato do bispo Armélio, que foi encontrado morto com 4 tiros na cabeça na última segunda-feira. Bispo Armélio era um homem respeitável, conhecido pelos […]


Deixa queimar

19ago13

…Outra noite acordada. Fingindo dormir enquanto você se levanta pra ir embora. Ouço seus passos cuidadosos no meu carpete, sinto nos meus olhos fechados a luz fraca do seu celular tentando achar o trinco da minha porta. Daqui eu consigo ouvir seu celular vibrar e quase consigo ver o nome dela escrito e aquele seu […]


Queimando

19jul13

Lembro do meu pai acendendo um cigarro, e soltando a fumaça devagar. Me encarou logo depois e com aquela voz rouca ele disse:  – Garoto, você tá fudido. … Um disco do Caetano enche de cores suaves cada canto da sala. Já passou das 2 da manhã e todo mundo sabe que se alguma coisa […]