me acalma

03nov16

tinha minha bagunça
meu medo e todos os meus problemas
e a cidade me engolia
entre o asfalto e o céu cinza
e o barulho dos carros que
me acordavam antes do sol,
quando percebi que escrever não era o bastante
nem nas paredes, nem nas roupas, nem na pele
nem arrumar os livros, por cores e temas
ou por ordem alfabética,
era como um sonho interminável,
caindo em queda livre
uma sacola na minha cabeça
a droga de um incêndio em minha pele,
até você aparecer.

o silêncio de só não precisar dizer nada.
você me acalma e isso é tão importante.

Anúncios


No Responses Yet to “me acalma”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: