um pássaro na ponta do telhado

18out16

era uma noite como qualquer outra
a gente anda por aí quando não tem pra onde andar
e fazia tanto tempo que não aparecia
que as cores nem eram mais as mesmas.
acho que eu pintaria um retrato meu,
é, é isso que eu queria poder fazer agora
usaria bastante amarelo 
eu mesmo em vermelho, amarelo, cinza e azul
parece que todas as cores são tão expressivas,
e vermelho é minha favorita,
acho que me senti tão expressivo ontem,
acho que eu queria ter conhecido van gogh,
acho que eu pintaria de amarelo as paredes do meu quarto.
foi isso que eu disse pra ele,
enquanto bebia outra garrafa e segurava em meus ombros,
amigos são para essas coisas, é, amigos,
ele não parava de dizer o quanto ela era bonita,
talvez só não soubesse o que fazer, a gente nunca sabe mesmo,
ele disse que eu deveria fazer um poema,
então foi isso que eu fiz.
acho que eu queria ser um escritor,
e talvez seja isso que eu queira ser mesmo
acho que me senti tão expressivo ontem,
eu escrevi qualquer coisa sobre um pássaro na ponta do telhado,
escrevi que eu era como ele,
que talvez eu esteja na beira,
e que talvez eu tenha asas pra chegar perto de você,
ele disse então que eu deveria ir,
amigos são pra essas coisas.

Anúncios


No Responses Yet to “um pássaro na ponta do telhado”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: