eu gostava de poucas coisas como gostava dela

19set16

eu gostava de poucas coisas como gostava dela,
o som da chuva no telhado até se aproximava
ou o cheiro de algum livro recém aberto
ou a música da cidade cheia, do barulho sem fim,
ela espreguiçava esticando os dedos
e o carro de som passava na rua
enquanto eu me acostumava com os cantos da casa dela
que já quase me soavam familiar,
se fecho os olhos até posso dizer a posição em que o sol entra na cozinha,
ou o desenho da toalha de mesa.
eu tava pra dizer qualquer coisa,
quando, sentado no braço do sofá,
percebi de uma maneira abrupta que eu gostava dela
como gostava de poucas coisas,
ou, que diabos, eu nem gosto de tantas coisas assim
ninguém liga pra chuvas, livros ou cidades
quando existe alguém como ela por perto
o que se tem mesmo que fazer é ficar em silêncio,
assistindo como ela respira de um forma tranquila enquanto dorme,
ou a forma como ela apoia só uma perna no chão enquanto meche o brigadeiro

e se eu nem gosto de tantas coisas assim,
eu fecho os olhos e respiro enfim.

Anúncios


No Responses Yet to “eu gostava de poucas coisas como gostava dela”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: