Archive for agosto, 2016

Dobrava as mãos e colocava diante dos olhos como uma luneta, apontava assim pra algum horizonte qualquer, encontrando sentido nas formas geométricas que o sol fazia pacientemente de prédio em prédio. Guardava um segredo ou dois sobre ela. O primeiro tinha a ver com os sons da cidade, que corriam ao seu redor de forma […]


Estava em todos os jornais, encontraram todas as armas de destruição em massa. As pessoas colocaram as bandeiras na janela e saíram nas ruas como se estivessem comemorando um gol na final da copa do mundo. Não teríamos mais guerras, não teríamos mais mortes; Estava em todos os jornais, apareceu um cara na TV que dizia […]


foi o relógio da parede que me contou. acho que eu tinha perdido a conta. balanço a cabeça em sua homenagem. te desejo coisas boas. lembro de você pelos cantos da rua de cima, pela porta que nunca fechou direito depois que você bateu, pelas revistas empilhadas, pelas músicas antigas, pelas coisas que eu não […]


a pergunta que circula por aí é “como ele aprendeu esse truque de cartas?”, e ela abaixa os olhos e comprime os lábios esperando ele se aproximar, tentando não pensar em como vai ser amanhã cedo, quando tudo isso sumir, quando o agora se tornar depois e ele estiver distante, numa mensagem não respondida ou um dia […]


pois bem, chegamos nesse ponto aonde eu sou o sol nascendo nas placas da estrada e sou a televisão desligada e o único barulho é a geladeira às 3h ou 4h da manhã. eu acho que eu tenho mais pra dizer, eu acho mesmo que tenho muito mais o que dizer. e é isso que a gente […]