Archive for julho, 2016

isso faz parte daquelas coisas que a gente não conta para os amigos com medo de que elas não sejam de verdade, mas que acontecem como um sopro um brisa de verão tardia estampada na minha fotografia favorita aonde você me olha e eu torço pra que aquele olhar fosse só meu mesmo, que você me enxergue […]


falei sobre você só um pouco pro moço que veio consertar a tv. não parava de chiar, era alguma coisa da antena era alguma frequência que não tava chegando era a saudade de você, que não aparecia. a gente conversou um pouco sobre televisões e satélites e eu falei pra ele que eu andava pensando […]


disse que o tempo estava bom que por intermédio de providência divina (ou destino, costuma ter o mesmo nome) a gente se encontraria porque sim. porque é assim que as coisas são. e fim. acho que eu só pensava em formas de a encaixar em todos os meus poemas, como se tudo que estivesse pra […]


oii, Mariana

09jul16

Esse texto é mais ou menos como uma carta aberta para a Mariana. Que está fazendo mais ou menos 253 anos hoje, sempre me perco na contagem. Desejem coisas bonitas pra ela. Mandem pensamentos legais e presentes e chocolates. E, mais do que tudo, a lembrem o quanto ela tem sorte por ter o Danzinho […]


Esse é meu post de aniversário, porque hoje é meu aniversário. E esses textos geralmente são confusos. Hoje eu resolvi juntar diversas reflexões que eu tive desde quando julho começou. Espero que faça algum sentido.  … Eu queria escrever alguma coisa grandiosa. Não falo por agora, falo sobre desde sempre. Acho que esse é um […]


dois

05jul16

e se a gente seguisse sempre na mesma direção? se eu deixasse de escrever e você deixasse de dançar o que sobraria de nós dois? talvez um emprego uma cerveja no final de semana vou pentear meu cabelo e deixar a barba sempre feita, você entra na academia, assiste novela, quem sabe se parar de trabalhar pra […]


cheiro de cereja e bochechas coradas, as flores do seu cabelo sempre estiveram ali pelo menos pra mim. o homem disse que não vamos acertar então eu cheguei atrasado parece que sempre estrago alguma coisa. e se você falasse que gosta assim de mim também como os vaga-lumes gostam do escuro ora, eu andaria mais próximo […]