Transbordar

23nov15

Queria ir além de onde desse pé,
tava cansando de ter medo de se afogar.

Não precisava aprender a nadar de braçadas,
só mergulhar já estava bom. 
Por isso, quando olhou para ela, era mais do que um convite
era mais como um pedido, que dizia tipo:
se eu for mais fundo, você comigo?
Se eu me atrapalhar na hora de nadar, você tenta me segurar?

Não era um contrato assinado,
era só que na maré baixa ninguém nunca foi além,
e era hora deles transbordarem, juntos.

Anúncios


No Responses Yet to “Transbordar”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: