das coisas que aprendi com o vento

03ago15

colocava o sapato mais leve
e dançava ao redor de seus ombros
para repousar sob o perfume do seu cabelo,
passava por entre a poeira da estante
e espalhava pela sala todos os papéis soltos
que esqueceram em cima da mesa,
chovia quando era triste
e fazia barulho pra não deixar ninguém dormir
de tão bravo que ficava,
girava ao redor de si mesmo até cansar.
só assim pra logo depois ser brisa
que vai preguiçosa
no fim da tarde, com o sol na cara
e a rede esticada na varanda que dá pro quintal,
enquanto as crianças pegavam acerola do pé
e a pontinha da árvore balançava e balançava
como barco na maré,
vai andando sempre em frente,
deixa a tempestade que vier,
porque, daqui,
a gente vai
velejar.

Anúncios


No Responses Yet to “das coisas que aprendi com o vento”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: