Archive for agosto, 2015

Nunca deixe de me desejar bom dia, nem se eu estiver de mal humor e não quiser te responder, ou se a preguiça estiver maior do que tudo e eu nem quiser levantar, não deixe de me dar bom dia nem se o sol esquecer de nascer e chover o ano todo. Nunca deixe de me […]


Escrever tem me deixado mais próximo de você, acho que esse é o grande motivo das poesias existirem, elas quebram a distância, deixam o amor no espaço de algumas linhas e você pode sentir o quanto te quero bem, o quanto te quero todos os dias, e você pode dizer qualquer coisa que eu vou […]


Eu tenho tanto medo de você. Medo do jeito como você me compreende não é fácil, quando a gente percebe que existe alguém assim que parece ler tudo na nossa cabeça, a gente se assusta. Tenho medo da fragilidade das minhas pernas das borboletas no meu estomago, tenho medo – sempre tive –  de dizer […]


como é ser velho? ela perguntou enquanto balançava de um lado para o outro. eu não sou velho, eu respondi. mas como é? é estranho, eu disse quando eu era do seu tamanho, eu achava que as pessoas da minha idade eram quase dinossauros. você é um dinossaurinho! ela gritou indo ainda mais alto no […]


fiquei imaginando que outras conversas absurdas e interessantes eu teria com a menina, aquela pequena e sorridente, com um cabelo bonito da cor amarela. aquela que eu tinha decidido que chamaria de Sol. então eu voltei muitas vezes ao mesmo lugar, no mesmo parque, no meio da tarde tentando apostar na minha sorte. tentando dizer […]


ela estava sentada na grama já fazia algum tempo era pequena e sorridente com um cabelo lindo da cor amarela como eu não sabia nada sobre ela, decidi que a chamaria de Sol. eu tenho uma prima um pouco maior do que ela então achei que seria sensato da minha parte só ir embora depois […]


tudo bem?

13ago15

te convidei pra entrar, mas não vai reparar achei que deveria deixar a casa como sempre fica algumas coisas ficam mesmo fora do lugar, então, por favor, não vá se assustar, só preferi deixar assim pra não te enganar mesmo, e ver se mesmo com minha bagunça, você ainda vai querer ficar por aqui, tudo […]