Archive for julho, 2015

gosto daquele milésimo de segundo entre a pausa pra respirar e o seu próximo sorriso.  se eu pudesse fotografaria todos os momentos que antecedem seus próximos sorrisos. é aonde tudo ainda pode acontecer, posso abrir um leque de coisas sem fim e de possibilidades que possam nos atingir, tudo nesse respirar. tava pensando nisso enquanto […]


você conhece aquela história. deve ter ouvido de alguém, que ouviu de alguém que nem se lembra quem contou, mas que sabe que foi assim. algumas vezes os personagens mudam, mas sempre começa da mesma forma. existe um cara, ou uma garota, não importa, importa que ele exista e que encontre uma lâmpada mágica e […]


você já sentiu, ao tocar a mão de alguém que aquela pessoa também tocava junto a sua alma e a bagunça que te domina a partir de agora começa a fazer parte dos planos, mas olha, como você chama o meu nome e se você pudesse falar assim com o mundo eu sei o quanto as […]


feitos de tinta

20jul15

te percebi como um desenho uma pintura numa tela branca. o vestido azul de aquarela e a tinta mancha ao movimentar mas não borra o sorriso que eu gosto tanto de ver. você dança no papel e eu tento acompanhar, copiando o som do seu cabelo no vento ao girar; as paredes vão ruir e […]


– O que você faria se eu morresse agora? – É sério isso? – Ahan. – Arrumaria outro namorado.  – Nãooo. Eu tô falando sério! – Eu também, ué. – Tá. Mas e antes de arrumar outro namorado? – Não tem antes. Você morreu, eu pego minha agenda, ligo e pronto. Novo namorado. Nem vai […]


o som do céu

14jul15

quando o céu fica em silêncio a gente aprende a ouvir a própria respiração e logo ficamos em silêncio também não por medo ou por crença em algo maior, mas por percebemos que tudo isso, todo o céu e toda a terra faz parte da mesma coisa que somos. — quando ela me disse que […]


alô Mariana. sua agenda hoje deve estar extremamente requisitada, então tava aqui faz uns 40 minutos batendo a cabeça no teclado esperando jesus me dar forças para escrever alguma coisa que te fizesse perceber o quanto eu gosto de você. e então, qualquer hora, quando sentar pra ler isso aqui, você pensa: me deus, o […]