Maré Alta

06abr15

quando deixou de existir terra aprendi a navegar sozinho

tive medo que o barco de papel não suportasse a maré alta

e de tão desastrado eu havia deixado os remos em casa.

mas além-mar, você disse que estaria nessa comigo

e quando as tempestades vieram – e vinham sempre

tivemos a certeza de que iria passar

mesmo em forças contrárias, foi na contra-corrente que a gente achou o caminho

e aprendi que marinheiro que navega junto

nunca naufraga sozinho.

e eu que tive medo que o barco de papel não suportasse a maré alta

percebi que ainda vamos muito além do que qualquer um pode apostar.

Anúncios


No Responses Yet to “Maré Alta”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: