um poema sobre o tempo

07mar15

nos conhecemos a noite passada
eu e minha garota
vamos para buenos aires – ela disse.
e fizemos planos e posso estar me apressando
mas vejo ela em todos os meus sonhos.
dirigindo o carro a noite toda
enquanto ela canta músicas antigas
que ficam bem melhores em sua voz.
o sol nasce por entre os seus dedos
e eu amo o jeito que ela deixa o cabelo
e essa blusa roxa que fica tão bem.

nos conhecemos no ano passado
eu e minha garota
vamos para buenos aires – ela disse.
e ela segura meu rosto com as duas mãos
por mim tá tudo bem, ela ainda vive em todos os meus sonhos.
algumas brigas que duram a noite toda
mas que fazem parte de estarmos aqui
aprendendo a se doar um pouco se quiser viver um amor.
o sol nasce por entre seus dedos
e eu amo o jeito que ela deixa o cabelo
e essa blusa roxa ainda fica tão bem.

nos conhecemos dez anos atrás
eu e minha garota
vamos para buenos aires – ela disse.
e finalmente fomos, me parecia melhor em fotos
mas estavamos juntos, como em nossos sonhos.
dirigindo o carro a noite toda
ela reveza comigo quando começo a dormir
e é dificil admitir, mas ela dirige bem melhor do que eu.
ainda brigamos, mas ela me busca no sofá da sala
antes mesmo de eu cair no sono.
o sol nasce por entre seus dedos
e eu amo o jeito que ela deixa o cabelo
e essa blusa roxa, acho que sumiu faz algum tempo, 
mas quem liga? é só uma blusa e hoje ela tá bem bonita assim de vermelho.

Anúncios


No Responses Yet to “um poema sobre o tempo”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: