as exigências de agosto

06ago14

Agosto exige recomendações.
Se você não sabe exatamente do que eu estou falando, clica aqui: https://danbook.wordpress.com/2011/08/08/sugestoes-para-atravessar-agosto-caio-f-abreu/
O Caio já sabia.
Agosto serve para ver do que a gente é feito.

Agosto vem com suas tardes mais quentes e noites bem mais frias. E todos os nossos planos parecem que vão dar errado. Os piores programas vão dançar a todo momento na sua Tv. E nem preciso dizer que a comida vai queimar, que você vai acordar muito atrasado, ou que vão bater no seu carro. As pessoas que sempre são legais, por agosto, vão andar curiosamente insuportáveis. Mas não diga nada, isso vai passar, agosto não dura muito e logo tudo fica bem.
Na verdade, esse é o lado bom de agosto. Ele acaba. É só a gente prender bem forte as nossas amarras.

E dançar. Agosto exige dança. Na sala, no quarto, na pista, no palco. Aonde você puder, quiser. Só dance. Principalmente sozinho. Ah, e coloque suas roupas mais bonitas, mesmo que for só para ficar em casa mesmo. Esteja absurdamente bonita para você. Agosto não gosta de beleza. E se você sorrir bonita assim, ele nem vai chegar perto.
Veja vídeos de gatinhos fofos (quem não gosta?) e coloque no faustão na hora da vídeo cassetada, mas tira correndo, antes de começar o fantástico. Ninguém precisa se deprimir tanto assim. Em agosto, revistas de fofoca são plenamente aceitas e até recomendáveis! Só ignora o horoscopo. Nesse mês (de cachorro louco, salve Caio) só você pode guiar a sua vida.
Aproveite todos os doces que aparecem provocantes diante dos seus olhos. Agosto exige nutella, pudim, brigadeiro… Baixe o cd da Banda do Mar(isso é sério, banda nova do Camelo com a linda da Mallu), ouça Silva, Poléxia, Caetano… Veja todos os desenhos do Mickey!

Vale até mandingas, em agosto. Pular 7 ondas, botar sempre o pé direito primeiro para fora da cama, folhas de louro, chá de hortelã, rum, dentes de alho, metade de um mamão, santo de ponta cabeça e terço inteiro rezado 10 vezes. Qualquer superstição vira regra.

Mas, o mais importante, para agosto não te pegar, é você abraçar bem forte. Abraçar qualquer pessoa que te salve desse mês de loucos. Agosto exige que a gente viva com coragem. E agosto exige que a gente fale a verdade. 

Então separe todas aquelas músicas mais bonitas, sabe? Aquelas que te fazem sorrir com os olhos fechados e que te fazem pensar em alguém que te tem tomado o coração. Assuma todos os amores, uma das coisas mais importantes que a vida tem me dito, é que a gente não pode guardar essas coisas dentro da gente. Amor foi feito para andar, para dizer e para sorrir. E amor guardado dentro da gente, em agosto, com certeza vai doer bem mais do que deveria. Mas não se concentre nisso, por mais contraditório que pareça, o amor nunca pode ser obrigação. Ame o tanto que você puder amar (e vá além, devagarzinho) e se permita ser amado o tanto que achar merecer (ou, um pouco mais também, agosto funciona assim).

 

(não era planejado, juro. só percebi agora que o Caio escreveu o texto dele exatamente há 19 anos).

ps: eu acabava de rabiscar esse texto quando a Mariana bobona me manda uma risada e um ‘eu te amo’. acho que venci esse mês idiota, ela deixa o meu agosto cheio de sorrisos.

Anúncios


No Responses Yet to “as exigências de agosto”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: