RANCORE

30jun14

Começa com a banda tocando e o Teco entrando depois. Você já arrepia no começo. Porque o Teco parece uma espécie de mendigo misturado com jesus. A barba e o cabelo enorme. Ele tem um chocalho em cada mão e bate no chão fazendo um barulho enorme. A segunda voz começa a cantar: ‘acordo para um novo dia, como acordo para cada novo movimento…’

E quando você vê, já tá cantando um dos melhores refrãos da vida, que eu vou copiar agora e preciso lembrar de fazer uma camiseta com essa frase e sério, copiem, escrevam por ai:

FAÇA TUDO QUE QUISER
VOCÊ NÃO TEM CERTEZA SE VAI CAIR
UM BELO DIA TUDO ACABARÁ
E O QUE VOCÊ VAI GUARDAR?

E cantar isso, na primeira música, já fazia a minha garganta arranhar! É de abrir os braços, fechar os olhos e sentir seu corpo livre no espaço!

Mas antes, deixa eu voltar um pouco. Para quem ainda não sabe, esse é sobre o show do Rancore!
Meu domingo foi absurdamente bonito! Começando com um passeio incrível, com pessoas incríveis em são carlos. E o quanto isso me fez chegar levemente atrasado em Brotas – sério, Muka, Gi, Silas e Alex, me desculpem, de novo. Mas eu gosto do quanto as coisas simplesmente vão se encaixando e dando certo. Chegamos na hora perfeita no Jack em Bauru. Eu tava sem ânimo nenhum para ver as duas primeira bandas de abertura, da última vez o som estava desregulado e chiava tanto no ouvido, que até doía.
E dessa vez foi certinho, entramos e estavam arrumando os instrumentos do Rancore, o Muka comprou uma camiseta e conseguimos achar um lugarzinho bem de frente do palco, embaixo na verdade. E me parecia ótimo! Esperamos uns 20 minutinhos no máximo… E a banda entrou…

E agora eu volto para o começo. Aonde a primeira música diz para você fazer tudo que quiser, e isso vira regra. Pelo menos agora, durante, eu vim todo preocupado que precisaria acordar cedo hoje para trabalhar. Mas, porra, quando vai ter outro show desse? E mais do que nunca, agora, eu levo essa música – que chama 5:20 –  pra vida! Foi a primeira que eu ouvi hoje e acho que devia ser assim com todo mundo. É daquelas que te faz correr atrás dos seus sonhos, sabe? (:

A minha memória de minhoca não me permite lembrar a ordem das músicas, na verdade, só lembro das 3 últimas, então vou contando as coisas que me vierem na cabeça:

JEITO LIVRE trouxe o primeiro bate cabeça. E faz também pensar em um monte de coisa! É lindo gritar a plenos pulmões que ‘a terra treme quando ela passa!’ – porque olha, posso dizer, a terra treme mesmo e é incrível.
E eu nunca tinha percebido essa música de verdade eu acho. Porque eu nunca tinha percebido o quanto é legal quando ele diz que ‘meu amor você está livre!!’ e não é ruim. Como se fosse a liberdade de amar sem coleiras, só o amor. Teco, obrigado por essa música!

A maior parte das músicas era do cd Seiva mesmo. Então tocaram INOCENTES – que eu adoro essa letra! E tocaram PLANTO, que é outra daquelas que você precisa destruir a sua garganta de tanto berrar, menos do que isso é inaceitável, me desculpe.

E claro que tocaram as clássicas!
RESPEITO É A LEI! Fez um bate cabeça insano!

 

eu sou aquela blusa xadrez azul.

eu sou aquela blusa xadrez azul.

E, o Silas que me desculpe, mas eu nunca vi ele assim em nenhum show antes! Foi ótimo! Ele gritou pra caralho em todas e pulou e tava sempre em todos os bate cabeça! E teve uma hora que ele me ergueu e quase me jogou em cima do palco… E vocês sabem o quanto o Silas é foda! Eu preciso lembrar de falar para ele que ele é uma das melhores pessoas que eu conheço, na verdade vou mandar isso aqui para ele depois, então: é verdade mano. Eu comentava outro dia com o Twodee, que você é um dos caras mais legais que eu já vi nessa vida e fico feliz demais de te chamar de meu amigo.

SELEÇÃO NATURAL.
Eu já tive altas interpretações sobre essa música. É uma daquelas que você precisa ouvir umas 40 mil vezes e vai gostar ainda mais e sempre vai pensar em novas coisas. E berrar que JÁ GANHEI JÁ PERDI E AINDA ESTOU VIVO AQUI! – é de lavar a alma! Te dá forças para mais umas 50 vidas. De verdade.

‘E eu incendeio a noite na cidade’… RITUAL! Outra daquelas que me ajuda a afirmar que o Seiva é um daqueles cd’s que aparecem de vez em quando e que você nunca vai esquecer de nada dele durante sua vida toda!

E agora quero falar sobre o Teco. Eu nunca tinha ido num show como do Rancore. É de uma energia tão incrível que eu não sei como explicar. Parece mesmo que todo mundo tá ligado numa mesma sincronia. E tudo flui como um só. É lindo! E o Teco dança nas músicas, faz gestos, tudo como se fosse um mantra. É quase como se ele fosse espiritualmente unido a tudo que tá acontecendo ali.
E teve uma música que ele começou dizendo que era meio velha, que ele escreveu no 3º colegial. E que cada dia ele entendia ela de uma nova forma. Que coisas diferentes passavam pela sua cabeça. E então fez um discurso de arrepiar sobre perseguir nossos sonhos. Disse que todo mundo pode dizer que não vamos conseguir. Que nossos amigos podem duvidar, nossos pais também. Mas, que o problema é quando quem dúvida mesmo é a gente. Disse que não podemos parar nunca! E a banda começou a tocar e ele se ajoelhou e encostou a cabeça no chão e ficou assim por alguns minutos, para levantar e começar a cantar M.E.I. e eu nem sei escrever o quanto foi incrível…

Preciso contar a melhor surpresa da minha noite. Anos atrás, acho que na oitava série, eu me deparei com Rancore pela primeira vez e tinha uma música que eu cantava como hino. A primeira deles que eu me apaixonei. E eu nunca imaginei que fosse tocar no show, nem tinha pensado nisso na verdade, para mim só não tocavam e pronto… Mas o Teco gritou: e se todo o esforço que eu faço for em vão??
Meu deus! Era YOGA, STRESS E CAFEÍNA!
E eu cantei como se minha vida dependesse disso! E o Teco pediu para aumentar a roda do bate cabeça e eu falei pro muka: tô morto, não vou entrar nessa não…
Mas não deu. Ele puxou o refrão e eu pulei no meio! E foi insano!

Então o Teco disse que era hora da última música. Que fazia tempo que ele não dizia isso, mas que era hora de todo mundo expulsar os demônios! Que falavam que quando ele dizia isso parecia que ele era Jesus mesmo. E agora, era realmente pra gritar e cada um cuidar do amigo do lado, como se fosse nossa responsabilidade. E que ninguém podia ficar parado… QUARTO ESCURO.

Aí, achei que o show tivesse acabado, mas ligaram o violão… A banda saiu e depois de 2 tentativas em que o microfone não colaborou, tocaram CRESCI.
E essa leva prêmio como a música mais bonita e triste e feliz (tudo ao mesmo tempo)! E eu abracei o Muka, que abraçou o Alex e de verdade, essa toca mesmo bem fundo no coração. Ouçam agora, procurem no youtube e coloquem para ouvir.

E daí acabou.
Esperamos um pouco e tiramos essa foto aqui:

o Muka estava na ponta, mas cortaram ele. Então faz de conta que ele tá ali.

o Muka estava na ponta, mas cortaram ele. Então faz de conta que ele tá ali.

E agora, 10h da manhã, me sinto meio triste pela ideia dessa puta banda acabar. Eu não falei lá em cima eu acho, mas esse é o tour de despedida. E me deixa mesmo triste quando penso sobre isso.
Mas a vida é assim.
Como o Teco disse no final: espero que a gente se encontro muito por aí ainda. Que a gente se encontre nessa e em outras vidas!
E frases assim servem para tudo, não é?

Anúncios


No Responses Yet to “RANCORE”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: