depois do azul

10jun14

havia outras cores depois do azul.
e outros tons.

a cidade se rabiscava em cinza
como a fumaça do cigarro,
como o carro parado na esquina do centro

a elegância de te ver chegar
contando os passos antes de tropeçar em mim.
e eu morreria para poder me perder
outra vez, no seu abraço.

depois do azul vinha você
e eu suplicando pra te ver.

chicletes com figurinhas de girafa e
datas comemorativas.
por que agora eu me sinto tão longe?

tenho feito minha casa em todos os lugares aonde não alcanço
tenho escrito poemas em outro dialeto
para ver se você consegue entender
que depois do azul vem o seu vermelho,
então não me fala que não posso te ver
pois tudo que eu tenho feito
é ignorar todos os conselhos,
pra ver se consigo passar outra noite com você.

Anúncios


No Responses Yet to “depois do azul”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: