de quando a casa desaba

19maio14

eles e
seus trajes
suas cores de combate
o fascínio
pela guerra.
eles e
sua coroa
sua arma de chumbo
o medo que
não deixa dormir.

ela respira
baixinho
no meu ouvido
e eu não ouso
me mexer.
não dói.
ela consegue
ser todas as coisas
que eu gosto
em um sorriso.

a casa desaba
mas ela me guarda
aonde nenhum deles
consegue me tocar.
a madrugada que passa
mas ela me guarda
aonde só ela
possa me cuidar.

Anúncios


No Responses Yet to “de quando a casa desaba”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: