MOLL

11mar14

 

”quanto tempo assim?
tão tarde fui perder o rumo
dos dias, dos anos
de pessoas iguais a você
tantos passos entre abraços
em despedidas
fui outros caras só pra roubar-te as horas
e perguntar

onde está você quando o tempo muda?
onde está você quando parece que vai chover?
onde está você quando a vida para?
onde está você quando nada faz brilhar?
e mudar de lugar

volta que eu não sei ficar
onde o meu lugar é seu lugar

lugar..

quantos dias assim
tantos passeios ao sol da avenida Atlântica
teus olhos e óculos escuros
tantas frases entrelinhas
em outras vidas fui outros caras
só pra roubar-te os dias
e perguntar

onde está você quando o tempo muda?
onde está você quando parece que vai chover?
onde está você quando a vida para?
onde está você quando nada faz brilhar?
e mudar de lugar

volta que eu não sei ficar
onde o meu lugar é seu lugar
e tudo vai mudar, e tudo vai mudar
mas o meu lugar é seu
e tudo vai passar, e tudo vai passar
mas o meu lugar é seu lugar..”

                         (polar)

algumas coisas nunca vão embora. a gente só tenta esconder um pouco mais.
essa música é de hoje e de uns dias atrás. e já faz algum tempo.
tempo é uma coisa que a gente inventa porque gosta de lembrar do que era bom.
e de quem faz a gente feliz.

 

força.

Anúncios


No Responses Yet to “MOLL”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: