Archive for janeiro, 2014

segure a minha mão enquanto ainda dá tempo me conte quantas histórias precisar os monstros debaixo da cama e as coisas que a gente não deve dizer eu nem quero perguntar só segure a minha mão enquanto ainda estamos tão bem. segure a minha mão, porque a noite há de vir e minha cabeça já […]


ela acorda depois de mim me olha daquele mesmo jeito ela sabe porque ela sempre sabe. desde quando me disse sobre pra sempre desde quando o pra sempre se tornou mais curto desde quando os dias começaram a pesar um pouco ela sempre sabe. mas não diz nada eu agradeço sem também dizer nada. eu […]


Gaiman #1

24jan14

Ele só queria. Ele só queria alguém que se importasse com ele. Alguém que lhe desse um abraço Alguém que lhe aquecesse. Ninguém queria. Quando eu te abraço no escuro, o escuro não vai embora. Coisas ruins ainda continuam a existir lá fora. Os pesadelos ainda caminham. Quando te abraço não é mais seguro. Mas é […]


comemorações

21jan14

se eu dançar ao meu redor e dançando assim chegar ao seu redor, para onde vamos quando não existir mais nada a dizer? Deus, quanto é estranho pensar sobre isso parece que foi ontem mas minha barba não me deixa tentar mentir. De quantos meses esse mês foi feito? acho que envelheci uns 10 anos só […]


E se eu te contar que o show do vanguart tá ainda mais lindo do que o do ano passado? – pra quem não lembra, acho que uns 6 meses atrás eu fui num show lindo deles em jaú – Deixa eu explicar do começo! (: Ontem o Vanguart tocou em são carlos, no sesc, […]


disseram que seria assim com distância, travesseiro e livros pra contar. disseram que seria assim que talvez, em algum sonho meio bobo você acabaria sorrindo pra mim. se eu tivesse coragem só um pouco de coragem pra te falar o que tá na minha cabeça antes que fique pra depois e antes que a gente […]


sobre o azar

13jan14

fica difícil até de contar. como se a vida te segurasse com força e dissesse: agora não. e eu tento me debater e gritar e fazer qualquer coisa que me permita sentir minhas pernas andando em frente. com aquela cara de quem acordou mais tarde e perdeu a hora do único trem que passaria naquele […]