lixo orgânico

24set13

guardei teu sorriso
guardei tua carta
guardei a segunda semana de maio.

chorei tanto no mês passado
que passou uns 300 anos em 30 dias.
e eu fiquei sozinho.
escrevendo livros que ninguém vai ler
assistindo filmes pra acreditar no que não existe.

guardei a noite
guardei as músicas
guardei a saudade que batia de madrugada.

existe uma ponte
entre o que a gente realmente quer
e o como as coisas realmente são.
o resto a gente tenta esquecer
e reza quando dizem que tudo isso já vai passar.

guardei o que você jogou fora.
o que você não quer mais guardar.
guardei o amor.

correndo contra a luz
e morrendo de vontade de dizer
tudo o que eu queria ser pra você.
mas desistindo e me afogando
quando descobri quem você realmente é.
pode jogar tudo fora, por favor
me deixa de fora.

Anúncios


No Responses Yet to “lixo orgânico”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: