aquele filme que eu gosto tanto

12jun13

em algum momento você vai olhar pro céu
e vai deixar de me ver.

enquanto isso os discos pulam de música em música, e tudo que eu tento te dizer não passa de um trecho de um poema que eu li na semana passada, porque eu pensei também que era apenas demora. seu ônibus que não tinha passado, seu despertador que não tinha tocado, um banho demorado, uma vontade louca de tomar um copo de leite. 
te escrevi um poema que dizia o quanto eu te amava. e em silêncio te desejei feliz dias dos namorados com todo amor do mundo, não que você fosse minha namorada. é que acho que esse dia também serve pra nossos amores desencontrados. e logo depois me escondi. antes que eu começasse a te machucar. 

e torci pro tempo correr depressa, pra você olhar pro céu
e deixar de me ver de uma vez. enquanto eu continuo aqui, enlouquecendo dentro da minha cabeça. e assistindo um milhão de vezes aquele filme que eu gosto tanto e que você devia assistir qualquer hora. que eu gosto tanto de você também.

Anúncios


No Responses Yet to “aquele filme que eu gosto tanto”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: