onde vai parar

19abr13

‘sempre que você
vem olhar pra mim
sinto no meu rosto um beijo.
jeito de dizer
casual assim
sentimento artificial.
não é tão ruim,
nem vejo passar
tenho trabalhado tanto,
tanto pra lembrar
nada pra dizer
se me encontro,
às vezes, com você.
pelos becos tão estreitos
da saudade
que eu já não sei
onde é que vai parar
se vai parar.

não é tão ruim,
nem vejo passar
tenho trabalhado tanto,
tanto pra lembrar
nada pra dizer
sinto mais sintomas de você
pelos becos tão estreitos
da saudade
que eu já não sei
onde é que vai parar
se vai parar.

você sabe
sempre soube muito bem
onde é que tudo isso vai parar.
não vai parar’.

                       (sabonetes)


eu comecei esse post ontem, mas tava tão cheio de coisa pra fazer (e coisa na cabeça) que deixei pra terminar agora…  então eu vou manter o que eu escrevi ontem e colocar um adendo no final (:
“eu ando muito desleixado com tudo isso aqui.

na verdade, eu ando desleixado com um monte de coisa. e então eu lembro daquela outra música, sobre parecer um tanto malcuidado, eu sei. é que eu escorrego, eu tropeço.
então eu acordei, e sai de casa pra trabalhar, o sol da manhã me faz sorrir e no celular tocou essa música. e os becos da saudade ficaram tão estreitos e olha que eu nem precisei te ver. mesmo de longe sua presença é constante, como você faz isso?
agora to aqui. 11 horas da manhã, terminei agora a tarefa do teatro e tá uma droga. acho que perdi a mão, sempre tenho esse medo, de ficar sem saber o que escrever e tudo ser uma droga. e isso mistura com aquele meu outro medo – aquele de ficar sem você – então já é certo pra mim, escrevo tão melhor quando tem você pra ler, escrevo bem melhor quando leva seu nome.
aah, sabonetes vai tocar em são carlos na virada cultural e eu devo fazer uma van para os dois dias (thiago pethit e lobão no outro), então ja vou fazendo propaganda, se quiser ir, me grita…  e eu nem preciso falar sobre toda alegria dançando pela minha cabeça quando penso nisso.
e quanto às outras coisas eu não sei.
quando penso que eu realmente não faço a menor ideia aonde é que tudo isso vai parar, uma parte de mim sorri um pouquinho. e lembra que é legal pra cacete a ideia de te esperar mais um pouco, por você vale a pena. e fim”.

e hoje é sexta.
e eu não sei o que falar. eu comecei a escrever outra daquelas peças babacas que eu devo postar de madrugada e meu curta foi pra são carlos, logo saberei se foi aceito ou não pro festival. to nervoso pra cacete.
aah, e tem post novo no QUATRO ESTÓRIAS, clica aqui do lado, ok?
acho que é isso.

força!

Anúncios


No Responses Yet to “onde vai parar”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: