eu posso escrever isso, melhor do que você pode sentir

13out12

eu não vou escrever.
não sobre isso.
prometi que não iria mais narrar as minhas despedidas.
prometi que não ia mais te deixar saber o quanto sinto sua falta.
e que não ia contar sobre as noites que passei acordado te vendo dormir,
e não ia falar sobre os dias que nunca vou esquecer,
nem sobre as flores que deixei na sua calçada.
não vou escrever uma linha mais sobre seu sorriso,
nem vou te lembrar o quanto você é bonita,
você vai procurar minhas páginas
e tentar reconhecer a minha letra rabiscada,
vai se prender entre os dedos dele e vai pensar em mim.
ele vai te olhar nos olhos e perguntar no que você está pensando
e você vai dizer que não era nada.
mas vai lembrar quando eu escrevia sobre nossos encontros,
sobre as vezes em que te deixar passar e não tive coragem de dizer um oi.
vai contar pra todo mundo sobre as coisas que a gente fazia,
e vai rir sem parar, igualzinho como ria comigo.
que até ficava sem ar e fazia aquele monte de careta
e eu ficava tentando te imitar.

mas você vai dizer que era só um cara aí.
que a vida é cheia de outros caras aí.

e ele te abraça, te beija. te prende nos braços.
pra chegar em casa, pegar uma cerveja.
e você vai esperar que ele te rabisque alguma poesia, ou pergunte sobre seu dia.
mas ele vai contar sobre o novo pedido de brocas que a empresa fez e que esse ano ele vai pra praia nas férias e talvez até consiga te levar dessa vez, se o dinheiro der.
e você vai dizer que tudo bem, tudo certo.
e não vai falar que tá cansada.
que queria ir no teatro, ou ver aquele filme ótimo no cinema.
que, aliás, eu vi na semana passada e com aquele mesmo ator, daquele filme.
que a gente viu quando eu ainda escrevia enquanto viajava de ônibus e o pensamento só em você.
e depois eu contava sobre seu jeito de falar
e o quanto você é incrivel, sem nem precisar se esforçar.
não vou mais escrever sobre o quanto eu me achava sortudo,
e que tanta sorte assim não é pra mim.
não deve ser normal.
que você ia encontrar alguém melhor que eu,
alguém sem tantos problemas.
que soubesse te deixar feliz, como tem que ser.
alguém que não passasse o dia escrevendo um monte de bobagens sobre você,
que não contasse sobre a ansiedade de te ver passar,
alguém que soubesse se comportar.
que você pudesse apresentar para os seus pais,
e contar tudo para os amigos,
sem que ele começasse a criar histórias mirabolantes sobre cada um deles.
só pra depois rir da sua cara de brava.
e então escrever um manual com mil maneiras de te fazer sorrir usando só um pedaço de papel.
e não vou falar do frio que fazia,
ou da chuva que caia.
não vou mais escrever sobre o vento que te bagunçava
ou sobre o sol que te maquiava.
agora você tem sorte, eu faria o mesmo.
você não vai mais saber sobre como hoje mais foi um dia,
no meio de tantos outros dias
que serviram pra colorir a sua falta
rabiscando flores nos seus passos, jogando sorrisos no seu caminho.
não vou mais escrever sobre amor.

Anúncios


No Responses Yet to “eu posso escrever isso, melhor do que você pode sentir”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: