todos os dias nos sabotamos

22maio12

Hoje eu acordei cedo, sol no rosto, andar pelas ruas. Marcelo Camelo é a trilha sonora para os dias assim, sabe, quando a gente tá cansado demais até pra criar expectativas e então a gente só vai em frente, pra sentir saudades. Pra sentir medo. Pra sentir logo qualquer coisa. Porque a gente só tem certeza que tá vivo quando sente.
Amanhã eu vou pra estrada. Gosto disso. Sabe, brincar de contar as faixas na pista enquanto deixo o pensamento correr pra qualquer outro lugar, que não seja em sua direção.  É sinal de que outro dia se passou, que mais uma semana está por vir e eu ainda não sei qual o sentido de boa parte das coisas. Não que seja ruim, só não é bom. Só não sei se to feliz.
Minha vó vem arrumar a cozinha, eu abaixo a música, ela começa a falar sobre o tempo, sobre meu pai, sobre eu viajar amanhã. E o sol ilumina preguiçosamente a casa toda. Lembro que eu quebrei o trinco da janela ontem e começo a me questionar o que eu vou quebrar hoje, porque eu tenho um dom sobre essas coisas. Sabe, parece que na minha mão o mundo todo se quebra e me sobram só os estilhaços que fazem feridas na minha pele, como se não me fosse permitido ter. Nem esquecer.
Nossos planos queimam como cigarros. E todos os nossos dias podiam ser como nos comerciais, mas aqui é só outra manhã, que eu tenho um bilhão de coisas pra escrever mas minha cabeça não consegue pensar em nada além dos seus olhos. E eu penso em falar um monte de mentiras sobre não sentir a sua falta e sobre estar melhor agora e em como todas as garotas do mundo são tão melhores do que você. Mas não são. Não são nada.
O ruim mesmo é minha mania de guardar datas, colecionar horas e anotar as semanas. Parece que a felicidade vive sempre 2 passos a frente  mas a gente é tão estranho, que só sabe olhar pra trás. E então a gente tropeça e ela corre de novo. Na verdade a vida é uma espera: a gente faz tudo esperando a hora que vai dar errado. A gente se entrega esperando terminar e se o fim não vem a gente entra em desespero! Porque somos cachorros correndo atrás dos carros, nunca vamos saber o que fazer quando alcançar. E toda nossa felicidade parece tão perfeita, que todos os dias no sabotamos para voltarmos ao mesmo lugar. Ser feliz não é seguro.
A solidão é segura. Uma manhã lenta, uns olhos cansados. Esperando pelos dias melhores. Mas então eu lembro que os nossos dias bons acontecem agora. E só agora. E que ela talvez seja a garota a mais linda que eu já vi na minha vida, e que o sorriso dela está gravado nas minhas entranhas – e entranha é uma palavra feia, mas vocês precisam saber o quanto o sorriso dela é inesquecível. E então vamos calcular tudo e pensar que são uns 3 mil dias até termos certeza sobre alguma coisa e que, talvez, tudo isso que eu tô falando agora não faz o menor sentido, mas tem a ver com aquele filme do woody allen em que ele diz que nossos amores só são possíveis quando não fazem sentido. E eu penso se a gente fez sentido alguma vez, se a gente soube o que falar ou que dizer e os nossos sorrisos compensavam o silêncio e  os nossos medos não nos deixava dormir a noite, mas era lindo amanhecer. Me fala se fez sentido, ou me diz sim ou nunca mais. Porque todas as outras respostas são passageiras e podem me fazer sorrir no fim da tarde, quando meu pensamento teima em te acompanhar, desejando um bucado palavras bonitas e coisas boas.
Tudo é sobre nossa ausência, eu sentado fingindo que não é nada. Que você é só outra pessoa. Ou você, passando na frente de casa e não me levando pra tomar um café. 

Anúncios


No Responses Yet to “todos os dias nos sabotamos”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: