esconderijo (pt 1)

09maio12

a gente tinha 2 finais pra escolher.
como se estivéssemos escrevendo uma peça toda. e escrever é brincar de ser deus.
por alguns segundos a gente foi deus.
e todos os pássaros cantavam como a gente queria,
e todos os dias corriam na nossa velocidade.
mas não esquece, eram 2 finais. isso vai ser importante.
e, sendo deus,
a gente colocou o mundo todo de ponta cabeça,
só porque era mais divertido assim,
só porque não fazia diferença
ele estar de pé ou deitado.
porque a gravidade é um detalhe de quem não sabe pra onde olhar.
mas pra gente,
ir contra a maré era mais divertido 
do que ir sempre em frente.
em frente todo mundo vai,
mas  do nosso jeito, só a gente entendia.
então, os 2 finais.
um, era o agora. o fica assim então.
o outro é pra qualquer direção,
que eu te peço,
me leve pra aonde você for. 
e não solta nunca mais a minha mão. 

Anúncios


No Responses Yet to “esconderijo (pt 1)”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: