Archive for abril, 2012

Segunda-feira

30abr12

eu acordo cedo. pensando que devia ser proibido qualquer manifestação de vida antes das 8. a chuva limpa o que a gente já tinha se acostumado a ver. e o dia corre antes que a gente consiga enxergar o calendário. então é outro mês, outra hora. meu cabelo tá uma bagunça e eu preciso ir […]


Simplesmente

28abr12

Senta. Quero contar uma coisa que aconteceu comigo ontem. É sério. É estranho, na verdade é o tipo de coisa que vocês vão dizer: porra, só pode ter acontecido com o Dan. Pois é. A Odysseya ia tocar no cachoeiras. Vocês sabem quem é a Odysseya, a banda do Teago e da vocalista linda e […]


“Eu nem vi quando você espetou sua casa aqui quando você espalhou seu suor em mim ameno e mesmo assim Eu nem vi quando você acordou as cortinas descobriu meu quintal Não se esqueça por enquanto de esquecer alguma coisa pela casa e vir buscar do nada Nem vi você chegar Foi como ser feliz de novo Nem […]


24abr12

Antes que tudo isso vire bobagem, e a gente se perca nas horas que correm devagar demais se forem comparadas à velocidade dos nossos medos. Antes que tudo isso vire pó, e todos os nossos sorrisos sejam como livros que a gente fecha e nunca mais vê. Antes que tudo isso seja inacreditável demais pra […]


Repulsa

23abr12

Pare de respirar por um segundo. É só o tempo que vai demorar pra eu explicar. Começa pelos olhos, doentes de raiva. Com força o suficiente pra te fazer cair no chão e não conseguir mais se levantar. Ele te repudia, te  recrimina. Os olhos não mentem. Porque raiva ninguém mente. Raiva é sempre real. […]


ontem eu voltei pro teatro. – cacete, já fazia 3 anos desde a última peça. lembra? aquela que a gente só fez pra apresentar fora daqui. eu fiz um moicano e eu morria no final. na verdade, eu era uma fada – é, muito engraçado. eu sei. pelo menos eu me via como uma fada, […]


eu queria dizer umas duas ou três coisas por você. talvez nos defender, dos nossos próprios erros. não tínhamos planos e estavamos bem assim, e eu sei, que você parecia tão bem quando mostrava um mundo inteiro pra mim. discos, livros e todos os filmes que não vemos. e tanta fumaça não me deixa te enxergar… mas […]