Archive for fevereiro, 2012

E diziam tanta coisa, que eu nem sabia o que ouvir. Me chama de Cazuza. Me leva embora. Me deixa num bar. Só não me olhe como se eu não estivesse aqui. O curso não para. E é outro ano todo que vem. Eu grito sozinho. E todas as vozes são tão iguais, porque eu […]


oi. eu sou o Dan. e amanhã eu vou embora. eu pensei em fechar o blog. mas não. deixa assim. vou demorar um pouco. mas sempre vou estar por aqui. força.       O padre disse: – Vai ser feliz. E eu fui. 


E depois não tem mais nada. A gente segue em frente. Um céu azul e um bilhão de histórias pra contar. Vou te fazer sorrir. Já deixa a luz acesa. Pega o violão. Não me espera. Segue e deixa que eu te alcanço. Faz tuas histórias. Conhece o mundo e anota tudo pra me mostrar. […]


A gente escreve errado por linhas retas. Mas é o meu jeito de viver. Te escrevendo uma lista de palavrões e dizendo: escolhe um pra mim. Me chama assim. O importante é ter um nome. Pra não esquecer, pra não se perder. A gente não escolhe o que a gente vai fazer quando crescer mas […]


“Quem quer que seja, sempre confiei na bondade de estranhos” Pedro Almodóvar é um diretor espanhol. E esse filme é sua obra-prima. O que é tão bom sobre ele? Nos seus filmes, as histórias são sinceras e as pessoas só querem ser felizes. E é tudo o que a gente sempre quis.


Carnaval (pt 3)

19fev12

Ela disse que sabia exatamente quem eu era. E que eu era tão igual a ela. As palavras tropeçavam entre o coração e os lábios. E a gente não tinha mais certeza do que era segredo e do que dava medo. Os passos tão calculados e a dança mais demorada do mundo. É engraçado como […]


Carnaval (pt 2)

18fev12

A noite corria sem direção. Os porcos apareceram algumas vezes, levaram uns amigos. Marcaram moral. Tomaram a casa dos senhores. E agora atirar pérolas não faz a menor diferença. Acho que tudo isso é um símbolo do real. A gente foge, tentando encontrar paz no abstrato. Mas nossos pés são cansados demais pra andar sempre […]