os nossos sorrisos compensam o fato de isso ser uma péssima ideia

23jan12

comecei outra coisa.
parei.
agora vem esse.

aquele não tinha nome.
esse tem.

mas esse é bom.
tem o cheiro das minhas roupas depois de te abraçar.
e o jeito como todo mundo diz que você me olha.
mas é indiferente.
só corre em outra direção.

desculpe a bobagem.
de vez em quando eu tropeço nos meu pés.
e a nossa única dança é assistir Paris toda indo a baixo.
como uma valsa.

e de vez em quando chove.
ninguém precisa da França.

eu coloco meus pés no ponto mais alto.
e o meu pescoço entre as cordas.
não é suicídio.
é cansaço.
é moderno.
o mal do nosso século é a falta de ter pelo o que sofrer.
então a gente chora vendo o sol nascer.
porque talvez seja a última vez.

talvez seja o último beijo.
e depois disso a gente diz adeus.
ontem eu tinha nome.
hoje eu sou o medo de dormir.
e a gente não mente pro espelho.

comecei outra vez.
faz tempo que deixou de fazer sentido.
– maldito seja, seu maldito filho da puta.
era meu nome.
pelo menos, era assim que ela me chamava.

e tem o teu abraço.
enquanto eu te levo pra casa.
e você diz que não é assim.
que meu nome é Dan.
e que eu sempre estive completamente errado.

principalmente agora.

Anúncios


No Responses Yet to “os nossos sorrisos compensam o fato de isso ser uma péssima ideia”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: