Me deixa

02jan12

Me deixa.
Eu tenho um mundo próprio.
Que é pra aonde eu fujo quando esse mundo não faz sentido.
É de lá que eu conheço Woody Allen.
Foi lá a ultima vez que eu falei com o Tavares.

Acontece que já era mais de quatro horas da tarde.
E até agora meu ano não era nada daquilo que tinham prometido.
Na verdade, eu mesmo tinha prometido tanta coisa.
Coisa agora que não fazia sentido.
Mas era só o segundo dia.
E existiam mais de 300 pela frente.
Mas acho que já cansei desse mundo.
Ou, o mundo todo cansou de mim.
E me mandou embora.
Ainda bem que eu tenho o meu mundo.

Porque eu andava essa tarde.
E o reflexo na poça d’água me disse que a vida ia mudar.
Que talvez fosse doer pra cacete.
Então eu continuei andando, porque acho que o melhor é deixar pra lá.
Não pensar muito nessas coisas.
No meu mundo a gente não muda de ano,
porque assim as esperanças não terão prazo de validade.
No meu mundo não é natal,
porque todo dia, é dia de ser feliz.

Eu encontrei meu professor de teatro semana passada.
E ele disse que tudo é um texto.
A vida toda, tudo ao nosso redor.
É texto.
Tudo tem uma história e mesmo assim a gente se repete tanto.

No meu mundo, as palavras valem tanto quanto sonhos.
Porque a gente escreve poesia antes de dormir.
E todo mundo se embriaga de amor.
Pra quando acordar saber que tudo valeu a pena.

E tem um lugar pra você.
No centro do meu mundo todo.
E ele faz reflexo nas poças.
E as guerras são só de travesseiros.
E foi todo feito pra você.
O meu mundo.
Porque eu tenho um mundo próprio.
Só que ainda não coloquei um nome.
Porque não existe nenhum nome tão bonito quanto o seu.

Mas me deixa.
Eu inventei um mundo todo
e coloquei você no centro do meu universo.
E todos os seus sonhos são tão bonitos,
que eles enfeitam as paredes da sala.
Quando a noite chega, a gente dorme no meio da madrugada,
e deixamos a vida passar.
Porque é bobagem ter hora pra tudo.

E eu vou fazer teu café e teu jantar.
Que esse ano seja confuso.
Ainda existe o meu  mundo,
e nele,
sua única obrigação é ser feliz.
E sorrir até  o mundo todo brilhar
e terminar assim,
com o som tranquilo da sua voz,
tentando me acalmar.
Dizendo que eu só penso bobagens…

Anúncios


3 Responses to “Me deixa”

  1. 1 Bih

    “Tudo tem uma história e mesmo assim a gente se repete tanto.”
    É aquela velha esperança de que tudo será diferente da próxima vez, sabe?!

    Eu gosto tanto dos seus textos..
    E não, eu não me canso de repetir isso. 🙂

  2. Tudo tem História, tudo e administrado e tudo é publicitario
    o resto é Arte de verdade

  3. 3 soalgumasletras

    O ano acho que nunca começa como agente espera …
    Tava com saudade, de ler tudo isso .
    Um mundo, acho que eu preciso de um.
    Ta ótimo, como sempre.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: