Eu queria escrever alguma coisa que te fizesse lembrar do que você está deixando pra trás

19ago11

Eu queria escrever alguma coisa que te fizesse querer viver mais.

Que te fizesse ver as coisas boas que ainda restam por aqui. Que você quisesse viver mais comigo. Com a gente. Que você pensasse em todo o tempo que perdemos, olhasse pra frente e dissesse: agora seremos assim, como um só.

Então, acho que queria escrever alguma coisa pra te fazer lembrar. Sabe, de todas aquelas tardes que nunca tivemos e das manhãs chuvosas em que você não estava aqui.

É como uma música, que toca baixinho no rádio que você tanto gosta.

Você aumenta o volume e o rádio começa a chiar.
Você abaixa e quase nem pode ouvir.

Minha cabeça é assim. Minhas lembranças são assim. Deixo baixinho, bem lá no fundo, pra eu saber que é feliz. Mas não aumento muito, porque os barulhos me incomodam.

Eu queria escrever sobre os jogos de futebol na TV. Sobre as músicas do Raul. Sobre o solo da ‘Love of my life’. Queria dizer que aquele (de dois anos atrás – que na verdade parecem 2 décadas) foi o melhor de todos os natais. Que aquele foi o melhor abraço.

Mas não escrevo. Não digo.

Pois nunca tem volta. Passamos de todos os limites. Agora é cair, em queda-livre, ou cada um se segura do seu jeito. Deixando o outro partir.

Pra você é fácil, sempre foi.
Pra você que nunca gostou de mim.

Então eu começo a ensaiar um final. Pra essa história toda, de um modo geral. Sabe, ver tudo o que vale a pena, ver tudo o que somos, ver o que eu ainda tenho de você em mim. Me lembro todo dia pra não repetir os mesmos erros. Mas a gente não escolhe.

A gente só ama.
E perdoa e esquece.

E eu te amo, apesar de tudo.

 

Anúncios


2 Responses to “Eu queria escrever alguma coisa que te fizesse lembrar do que você está deixando pra trás”

  1. 1 soalgumasletras

    huun..
    Algumas pessoas se impostam de modo diferente, ou simplesmente mostram de maneiras esquisitas. Não que elas não gostem da gente, mas as vezes com um olhar, um cafuné, é a maneira que tenta mostrar. Agente sempre vai lembrar de alguma data que marcou por algo bobo, ou simplesmente por estar todo mundo ali, por ser como agente era, feliz. Agente tenta lembrar do que valeu apena e ainda vale , mas nos momentos em que a corda aperta e você joga tudo pro algo dizendo aquilo tudo que precisava ou que só saiu, você se esquece que teve nem que seja um único dia que valeu apena. As vezes parece tarde de mais pra tentar salvar algumas coisas, lembrar algumas pessoas de que ainda tem chance, mas agente não se dá essa chance por medo, por insegurança, uma certeza de que não vai da certo de que já tentamos, mas tentamos lembrar de como era da maneira certa? Será que a pessoa lembra de como era? E foi bom pra ela?
    Agente tenta, perdoa, repara, mas tem coisas e tem horas que agente joga pro alto e pede pra que de certo, mas ainda vale tentar.
    ta foda.

  2. 2 anaspera

    Putamerda.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: