Coisas idiotas que aprendi

09jan11

Eu aprendi muitas coisas:
Toda garota procura por um cara que dê atenção.
Andar com o pinto pra fora pode trazer problemas.
E quando a noite chega, é uma besteira acreditar que pode ser feliz sozinho.
Eu sei, eu tentei.
E posso lhe contar.
Mas existem coisas que você aprende só depois de fazer.
São as melhores.
Você só aprende o que é amor, depois de viver.
Pode encontrar uns romances pelo caminho.
Mas um amor vai te deixar no chão.
De verdade.
Pode fugir amigo.
Ele vai atrás de você pra apontar o dedo e dizer: se fudeu.
E se você for esperto vai mandar ele balangar pra você.
E vai aproveitar muito bem cada segundo.
Talvez dure pra sempre.
Talvez não, todo amor dura pra sempre, entende?
Mesmo que o contato seja apenas por um segundo.
Dai você vai me dizer que eu sou um idiota.
Eu sou mesmo.
Mas mesmo assim sei um bucado de coisas.
Não por ler em livros.
(Não que eu nunca tenha lido).
Mas eu sempre fiz muita merda.
E você fazendo merda, começa a perceber quando acontece algo bom de verdade.
E daí suas antigas promessas fazem mais sentido.
Uma vez eu prometi que nunca iria gostar de mais ninguém.
Depois que uma idiota me deu um fora.
Eu nunca mais gostei mesmo.
Com você eu pulei essa parte.
Me apaixonei.
Sei que é brega pra caramba, até o Sal me acha besta.
Mas é verdade.
O amor é fora de moda.
Mas eu nunca segui nenhuma tendência mesmo.
Minhas roupas foram sempre as mesmas.
Talvez eu seja antigo, do tipo que não leva desaforo pra casa.
Do tipo que chora no chuveiro pra fingir pra si mesmo que não é nada.
Você sabe que sou assim.
Sempre soube eu acho.
E sabe quando eu digo alguma besteira.
Quando eu me atrapalho.
Já faz sua cara de brava e diz que nunca mais quer me ver.
Bate a porta, rasga as cartas, sai sozinha.
Mas eu também sei o que fazer.
Ou não também.
Só sento na sua porta e espero tudo passar.
Sempre foi assim, eu na sua porta.
Chegando com cara de cão sem dono.
Vagabundo com o rabo entre as pernas.
Pedindo atenção e carinho.
Você diz que não, mas no fundo talvez seja sim.
Só insistir pra ver.
Pra saber que me quer também.
No seu abraço, no seu coração, na sua cabeça, na sua vida.
E daí ficamos por aí.
Sentindo esse tempo correr como louco,
passando depressa por tudo que não importa.
Como nós.
É, tudo como e sobre eu e você.

Abro os braços pra te sentir aqui.
Um pouco de saudade. Normal.
É bom.
Penso em te dizer.
Me chamaria de idiota se eu dissesse que tô com saudades.
Isso é bom.
Talvez eu deva dizer mesmo.
Mesmo que pareça bobo.
É.

Anúncios


2 Responses to “Coisas idiotas que aprendi”

  1. eu não achei bobo… achei verdadeiro bem ‘from the inside’ (:

  2. Gosto de textos que parecem conversar comigo. Texto espontâneo master (:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: