Archive for novembro, 2010

Lindo

30nov10

Deixa eu fechar os olhos. E sentir o sabor da palavra ‘gostar’. No começo eu fingia não entender, negava e rabiscava as palavras. Sempre fui assim. Desistir antes de tentar. Mas eu me acostumei, claro, me apaixonei. E do rádio, um belo dia você saiu, com um sorriso nos olhos me pegou pelo dedos e […]


Tinhamos um jogo. Eu e ele. Eu tirava os sapatos e subia no muro, abria os braços e dizia que eu era a equilibrista, fechava os olhos, me abaixava, ficava em um pé só e ele embaixo, morrendo de medo. Era um muro pequeno, talvez pouco mais de um metro mas mesmo assim ele morria […]


Sabe quando ás vezes, no meio da tarde, você procura alguém? Mas você não consegue achar. Grita, chuta, briga. Mas não consegue achar! Geralmente é passageiro. Pouco depois tudo fica bem. Agora não. Ontem eu gritei com o relógio da parede. E joguei ele pela janela. O telefone era injusto demais por não me trazer […]


Não leia o resto do post sem antes ver o vídeo, ok? ^^ E aí? Como estão vocês, nessa quarta-feira linda e sonolenta? Viram o vídeo né? Se não, nem precisam ler daqui pra frente.. … Notaram como as coisas são? Eu fiquei muito tempo chateado depois de ver o vídeo, porra mano. Tinha um […]


Ela é como um grito. Como se fosse uma voz que rasga a noite e deixa as marcas na calçada. Ela rabisca frases nas paredes e canta a liberdade de uma vida toda pela frente. Ela é como uma estrela, esperando sua hora de brilhar e morrer, como se fizesse parte de uma discreta saída […]


Noite e dia eu olhava, por entre as frestas da cortina velha que cobria a janela da sala de estar.  No começo, eu sentava ali com um caderno e anotava os horários. Todo domingo cedo comprar pão e algum doce, hoje era brigadeiro. De segunda a sexta ela trabalhava e passava de uniforme e depois, […]


21nov10

‘Me conte seus segredos, do que tem mais medo. E eu prometo não usar ao meu favor (…) Diga sim sempre que eu te chamar pra sair, mesmo que as vezes pareça infantil. Não importa o lugar, eu só quero estar com você. Eu só quero estar com você.’ – quem precisa da frança? (cinedisco).