Não ser mais um idiota

25out10

Ás vezes eu me sinto cansado.
Cansado do mundo.
Cansado das pessoas.
E o mais importante, cansado de mim.
Eu me canso muito.
O que é completamente irritante.
Porque eu não posso mostrar o pinto pra mim e sair por ai.
Isso me deixa frustrado.
Me irrita algumas coisas que eu penso e digo.
E eu só torço pra alguém me mandar calar a boca.
Mas ninguém faz isso.
Então eu continuo dizendo.
Um monte de coisas.
Que, muitas vezes, eu nem concordo mas não gosto de ficar quieto.
Então só digo.
Mas dai eu lembro que o mundo é uma merda, porque todas as pessoas se acham importantes o suficiente, para dizerem as coisas.
Então me sinto mal.
É um círculo vicioso.
Ficar cansado – ficar frustrado – me odiar – me sentir mal.
E entre tudo isso, balançar o pinto algumas vezes.
O mundo, as vezes, é uma grande repetição de dias realmente ruins.
Levando, vagamente, de um dia bom até outro.
O lado legal disso, é que os dias bons, acabam durando pra sempre.

Agora eu tomo remédios.
Muitos, todos os dias.
Era isso ou ficar no hospital.
Descobri que não quero saber o que tenho.
E nem quero saber se vou morrer.
Tomo remédios e fico assim.
Se eu for morrer amanhã, não preciso saber.
Não gosto da idéia de aproveitar a vida intensamente.
Gosto de viver ela pra mim.
E se eu for morrer amanhã, vou morrer absolutamente feliz, por hoje ter deitado no sofá, tomado sopa, dividido meu café com o Sal e por aproveitado meu último dia olhando olhando nos seus olhos e sentindo seu abraço.
Então, só tomo os remédios, ok?

Você vai viajar.
Disse que é só alguns dias.
2 ou 3.
‘Tudo bem, pode ir’.
Então você vai.
Não quero parecer reclamão.
Mas sinto que serão 3 péssimos dias.

Você saiu e Amélie entrou.
Vai passar os 3 dias aqui.
Eu perguntei por quê.
E ela disse algo sobre o Rambo estar num encontro de motoqueiros.
Ele é cheio dessas.
Por mim tudo bem.
Pelo menos eu teria companhia.
E a Amélie é incrivel.
No lugar dela, eu me odiaria.

Amélie saiu pra comprar pão e levou o Sal.
Eu estou aqui.
Olhando pela janela.
Hoje é o terceiro dia com você longe.
Não vou te dizer, mas sinto sua falta.
Sinto sua falta pra caralho.
O telefone toca.
– Alô.
– Oi, você é um idiota.
– Porra, de novo?
– É brincadeira. Sou eu. Vou ficar mais 2 dias longe.
– Ah, tudo bem…
– Como estão as coisas?
– Beleza, Amélie tá dormindo aqui.
– Ah, ok. Vou desligar..
– Não..
Ok, você desligou.
Odeio isso.
Essa sensação de que algo no mundo está errado.
Dias ruins, dias ruins. Me odiar, dias ruins.
É um vicio.
Ligo meu lado negativo no ponto máximo.
E as coisas não parecem mais tão legais.
Então eu saio e vou sentar na calçada.
Carros, pessoas, putas.
Por que que ninguém ainda notou, por que não estão correndo de um lado para o outro em desespero?
Amélie chega.
Diz que eu não posso ficar aqui.
– Foda-se.
Ela entra.
O Sal fica.
Ele me entende.
Ele também sente sua falta.
Droga.
Ele senta no meu colo e diz que tudo vai ficar bem.
Eu acredito.

5 dias ruins.
Passei os últimos 3 sentado na calçada.
Você chegou no fim da noite.
Viu que eu estava na calçada e brigou comigo.
Eu mandei você se fuder.
Você entrou e foi falar com a Amélie.
Logo depois voltou.
Cruzou os braços e parou na minha frente.
– Por que você passou os últimos três dias aqui na frente?
– Pra ver o mar.
– É sério, por que?
– Por nada, eu só quis.
E me levantei.
O Sal traidor correu pular no seu colo.
Mas ele tava certo eu acho.
– Me responde. Por que você ficou três dias aqui?
– Porque eu estava te esperando voltar. Não era pra hoje ser um dia ruim, então, por favor, só diga que também está feliz em me ver. Nem que seja de mentirinha.

Anúncios


3 Responses to “Não ser mais um idiota”

  1. 1 Súh

    liindo *-*

  2. As vezes eu espero as pessoas mentirem como eu não consigo só pra mi ver mais Forte, sabe, eu nunca escutei nada de pessoas legais que fosse tão inclivél, talvez eu me sinta mal, mais não sei, as pessoas riem de mim, Talvez eu queria mesmo que alguém contace uma mentira me dizendo que me AMA, Foda Dan legal essa História

  3. já te disse… mas vale repetir que isso foi demais… a quebra de senso comum… o final sempre genial… talento… talento


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: