Love story

12jul10

Lembro bem, era a última festa que eu podia dar e pra mim, ela nunca iria aparecer. Mas ela veio. E ocupou aquela, que até pouco tempo antes, não deixava de ser uma cadeira vazia. Mas claro que isso era tudo da minha cabeça, pois eu não tinha forças nem de dizer oi para ela. Talvez se eu chegasse, talvez se eu começasse a dançar pra chamar atenção, talvez se aqueles garotos não estivessem também olhando pra ela…
E este foi mais um problema que eu resolvi indo lá fora respirar um pouco. Era hora de mais uma vez, só observar, ver se de longe eu conseguia a ver sorrindo. Mas ela não parecia sorrir e me perguntei que merda que estava acontecendo que todos aqueles garotos estavam perto dela e nenhum se preocupava em faze-la sorrir. Então eu pensei ‘porra, é hora de fazer alguma coisa’. É claro que de verdade eu sabia que não iria fazer, eu nunca sei o que fazer e por isso nunca faço. Mas por algum motivo foi diferente, eu fui até lá, eu a chamei e a roubei pra mim. Eu nunca tinha feito isso antes. Mas com ela foi diferente. As vezes a gente percebe quando uma pessoa é pra vida toda. Ou podemos estar errados, pode apenas ser coisas de nossa cabeça. Mas, se quisermos mesmo e nos esforçarmos pra valer, não há nada que possa mudar isso.
E construimos um amor juntos. Com a demora e os defeitos, que precisa ter, para ser pra sempre. Foi um amor com curativos, com lágrimas. Mas, foi o amor mais perfeito que já pairou sobre o universo. Daqueles, em que as estrelas vão comentar entre elas durante o resto de sua existência, pois foram dias tão sinceros, que até o sol sentiu a intensidade da cumplicidade dos dois corações.

Ela me falava coisas sobre bandas que eu nunca ouvi e eu lhe dizia sobre os livros e filmes do meu universo. E ela andava na frente de braços abertos, mas sempre me voltava pra buscar e eu podia passar horas me perdendo em seus olhos. Ela me contava seus sonhos, sobre sua vontade de mudar o mundo e sobre querer encontrar um amor verdadeiro. E quando a noite chegava eu a fazia sorrir para iluminar a cidade e o meu coração. Pois desde o primeiro sorriso todo meu, eu tinha certeza que minha dali pra frente minha vida seria a fazer sorrir. E era impossível eu ser mais feliz do que isso.
Ela me ensinava sobre a vida que eu nunca tinha visto, sobre o mundo tão distante do meu. Me dizia que o amor parecia matematica, pois passavamos a vida toda aprendendo e parecia que nunca sabiamos o suficiente para usarmos em nossas vidas e, mesmo quando finalmente parecia que tinhamos certeza, vinha um jovem garoto e dizia que necessariamente 1 + 1, nem sempre dava 2.
Mas, nunca foi novidade, pois do nosso jeito, 1 + 1 sempre foi bem mais do que 2. Pois era toda a nossa vida se multiplicando para formar um número infinito, que não existia nas lógicas dos livros. Era imprevisivel.

Mas é assim, o tempo é imprevisivel. A vida é.
Cantamos e dançamos, caimos pelas paredes de vidro vermelhas e corremos pelas areias em zigue zague, para ninguém poder seguir os nossos passos. Aprendi o seu jeito, amei as suas manias, me desprendi do chão e me joguei para além do céu inifinito, pois nosso primeiro beijo me fez enfim entender, que talvez eu não estivesse sozinho neste mundo. E então dancei tango para celebrar o seu cheiro em mim, o seu gosto nos meus lábios e o seu desenho colado no meu.

E foi infinito enquanto pôde. Casamos em dezembro, no fim da tarde, e teu sorriso iluminou os desejos santos da igreja. E eu tive certeza, que você era meu anjo. Deixamos a vida dizer qual era o rumo e, fomos contra todas as vezes, só pra deixar bem claro qual era o nosso lugar. Que na verdade, não era lugar algum. Era só ter você, o suficiente pra eu me sentir em casa. Vieram as crianças e deram mais cores as paredes da sala de estar e eu percebi que ter você ao meu lado é a coisa mais incrivel da minha vida.
Contamos os anos, como quem contas as estrelas do céu. E envelhecemos com o mesmo amor cheio de rugas. Tivemos nossas brigas, teve momentos em que eu quis ir embora e você também. Mas a gente sempre voltou e isso faz toda diferença eu acho.
E anos depois, quando você dizia que toda a beleza tinha ido embora de você, eu me apaixonei mais um bilhão de vezes. E descobri que é impossível existir alguém mais linda que você.

Mas as coisas são assim e Deus te quis por perto. A vida não é justa e isso te fez sofrer. O que significa que eu te abracei e fiquei ao seu lado, até nas suas épocas mais ranzinzas, até quando me botou pra fora, eu sentei na sua porta e esperei você ter vontade de abrir. Eu sempre estive sentado em sua porta.
E antes de partir, me lembrou daquele dia, na minha festa. Em que disse que tinha vontade de mudar o mundo e de encontrar um verdadeiro amor. E me disse que se lembrava muito bem do nosso primeiro olhar. E que tinha encontrado de verdade um verdadeiro amor. E eu disse que não sabia se você tinha mudado o mundo todo, mas pelo menos do meu mundo já tinha feito um lugar realmente melhor. Ela sorriu, o que iluminou todo o quarto e me disse que odiava festas e que tinha odiado aquela minha festa. Mas, que tinha valido a pena, pois tinha ido só pra me ver. Nem que fosse de longe… E eu entendi que era impossível ser diferente de como foi. Era impossivel sermos diferentes de como somos. E o tempo que demorou para para você me amar, foi para eu merecer. E eu dei um último beijo em seu lábios.

Ela morreu no fim de junho, fazia frio e chovia. Mas a casa nunca esta vazia.

Anúncios


6 Responses to “Love story”

  1. é lindo, e eu nem sei o que dizer.

  2. 2 Súh

    Aiin *-*]
    liindoO…mto, mto, liindo

  3. 3 soalgumasletras

    Foi intenso, foi bonito, apenas aconteceu.
    Ta muito lindo .

    “Ela morreu no fim de junho, fazia frio e chovia. Mas a casa nunca esta vazia.”
    Nunca esta vazia …

  4. 4 nathy

    lindo, sincero e intrínseco.
    Digno de um poeta.

  5. essa é uma história feliz.
    você num faz muitas..

    ta lindo, mesmo.
    e de novo, eu não sei o que dizer; apesar de que eu nunca sei mesmo…

  6. 6 marcela

    ahn, lindo, Dan
    é tão facil entrar na história, começa na festa e você só percebe que o texto passa a falar de uma vida toda, quando retoma a festa do começo.
    é.. demaaais!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: