Archive for outubro, 2009

Dessa vez precisa ser diferente. Não quero errar, não vou errar, Com você não posso errar! Descobri que sinto sua falta. Então dessa vez, não. Vou ser o melhor, ou parte disso. Já que tentar ser extraordinario sempre deu errado, vou tentar ser simples, ou tentar não ser eu. Me invento pra não ter perder. […]


Eu sei.

25out09

Eu sei que você não me ama mais. Talvez nunca tenha me amado, ou só no começo. Eu sei que você tenta se convencer que ainda me ama, porque é fácil. É seguro. Eu sei que você só conversa comigo porque ela pede. Eu sei que você tem dó de mim. Eu sei porque você […]


Desculpa. Essa semana eu fiquei mais tempo sozinho do que eu realmente esperava. E agora eu vejo, eu posso me acostumar com isso. Eu, minhas coisinhas, minhas vontades a qualquer segundo, minha hora de acordar, minha hora de levantar a casa e tirar o pó. Hoje mesmo, acordei cedo, e peguei violão, fiz o galo […]


Bandini.

11out09

.post curto …eu quero acordar amanhã e perceber a vida que agente pode ter. Posso ser tolo, errar agora e te perder. É tudo sem querer, tento não ser assim. Tento ser do seu jeito. Mas o meu jeito é tentar ser, o melhor que eu puder, pra te fazer eu ser, tudo o que […]


Vem e me abraça, toma conta de mim inteiro. Vira e se vai, leva junto tudo o que eu tenho. E nisso já me apaixono, Garoto bobo que já fica todo risonho, Ao encostar na sua mão. Tudo parece um sonho, até você partir Com metade do meu coração. Metade de mim é sua. Minha […]


Por aqui vai muito quente. Tipo insuportavel de ficar em casa e aquela vontade louca de dormir no chão gelado do quarto, ao invés de deitar na cama. Minha vida anda meio igual. Muito Fresno, Dance of Days e Cinedisco. E to torcendo para que o meu cabelo cresça logo! Eu sei que eu to […]


1 hora da manhã. Eu preciso de um sonho e de um abraço, um pouco de amor e atenção, ou pelo menos de um café. Mil coisas pra fazer e mil coisas na cabeça. E eu quero demais dormir. Nem sei porque perdi tempo vindo aqui. Bom, eu precisava escrever algo. Mas deixa pra depois. […]