Archive for julho, 2009

Não, não é amor. É medo, medo de ficar sempre sozinho, medo de que algum dia o céu caia e eu me veja nú, no meio do nada, sem frio, sem calor. Apenas a solidão. Apenas o desamparo. Não é amor. Já senti amor antes, não é assim. Ou talvez aquilo não fosse amor, e […]


Ele se sentou na calçada. Seus planos de felicidade estavam do seu lado na sarjeta, a música que escapava das portas do baile, soavam como marcha fúnebre, o atestado de sua morte e de sua derrota. Ele não acreditava como podia ser tão burro, ao ponto de viajar quilometros e vir atras dela, para depois […]


Culpado, por ser imensamente idiota e por não desistir de uma vez. Algumas pessoas podem sentir como é amar e ser amado por toda a vida, outras, não. Eu juro que eu tento. Tento acreditar, tento sorrir, tento seguir em frente e nunca desistir, mas cada dia que passa me convenço que esperar a felicidade […]


Fim de festa.

22jul09

Era um baile realmente legal, pessoas bonitas, alunos formandos contentes e bem vestidos como manda as normas da escola. O salão todo enfeitado, alguns casais dançando, os nerd’s e estranhos de um lado do salão sem companhia alguma, uma bandinha tocando… Tudo como uma formatura normal. Ela estava há 2 horas no baile, e achava […]


Perdido. Confesso que já tive dias mais felizes. Mas hoje pelo menos eu posso disfarçar. Um dia comum, em que as pessoas me irritam como elas sempre fazem de maneira encantadora e eu descobri que eu posso escrever mais um volume do ‘Coisas que me deprimem’. Ah, pra quem não sabe, este é o livro […]


Pronunciamento.

20jul09

Meus amigos. Eu sei que não sou o garoto mais experiente do mundo, mas eu digo de todo coração a vocês: – Não deixe o amor escapar. De verdade mesmo!!! Se esforcem, deem o melhor de vocês, sem medo de se arrepender, sem medo de sofrer. Se esforcem para serem felizes!!! Porque, mesmo se tudo […]


Irônico.

20jul09

“…Talvez o próximo passo, seja perder a inocencia de me apaixonar. Para eu poder crescer e ser o que esperam, o que eu quero talvez não importe, muita coisa talvez não importe. Um dia agente cresce, se apaixonar é coisa de criança, menino bobo que encherga a princesa, que um dia sonha em salva-la dos […]