Só.

18fev09

É assim que eu me sinto distante de tudo do que se pareça de alguma forma com o amor.
Só estou postando por isso.
Me veio alguns minutos de compreensão e eu preciso lembrar.

Tudo parece tão fora do lugar.
Eu que sempre deixei o amor me guiar.
De repente sinto tudo tão longe.
O amor é uma besteira.
Um vicio.

“O AMOR É O RIDICULO DA VIDA.
AGENTE PROCURA NELE UMA PUREZA IMPOSSIVEL,
UMA PUREZA QUE ESTÁ SEMPRE SE PONDO, INDO EMBORA.
A VIDA VEIO E ME LEVOU COM ELA.
SORTE É SE ACEITAR E ABANDONAR ESSA VAGA IDÉIA DE PARAÍSO QUE NOS PERSEGUE,
BONITA E BREVE,
COMO AS BORBOLETAS QUE SÓ VIVEM 24 HORAS.
MORRER NÃO DÓI.”
– Cazuza.

Viciado em amor.
Precisando de amor.
Me entrego ao primeiro sopro que passou.
Faço dele meu ár.
Sem me importar.

Tudo é tão confuso.

É tão idiota tentar se fazer ímportante para alguém que nem se importa se você está bem.

Tanto medo.

Lembrete pra mim:
Abandona essa vaga ideia de paraiso.
Esquece do amor, esquece de sentir.
Prende o choro e vive como deve ser.
Sozinho como eu deveria ter adivinhado.
Ser feliz mesmo…

Só.

Anúncios


No Responses Yet to “Só.”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: