Pra chegar as estrelas.

16fev09

Meu nariz de palhaço faz de mim o que eu quero ser.
Meu pedaço de mim mais feliz.
É quando eu brinco de ser feliz.
Quando eu brinco de ser tudo o que é de melhor em mim.
Minha máscara.
Onde eu me escondo quando você passa.
Garoto na ponta dos pés apoiado na beira do muro, só pra ver a garota que ele gosta passar por ali a caminho da padaria.

Maquiagem no rosto pra esconder a poesia.
Cambalhotas e tombos pra conseguir te fazer sorrir.
Sorriso que me faz lembrar de viver, que me acalma, que me faz perder o ár e que me faz sonhar todo dia com você.
Sorriso que me conquista, mas sorriso distante.
Marcas de um amor.

Estes dias eu estava pensando (costumo fazer muito isso ultimamente), tentando achar algum motivo pra fazer tudo o que eu faço. As vezes eu perco tanto tempo sentindo amor, que eu nem chego a saber se é disso mesmo que eu preciso pra ser. Ser o que? Não importa.
Amar eu acho que virou um vicio, talvez seja até um incomodo. Alguma coisa que eu aprendi a sentir, porque me falaram que era assim que as coisas deviam ser. Amor é um fardo, um peso para ombros cansados de carregar as tristezas do dia. Chegar em casa no fim do dia, sentindo-se a pior pessoa do mundo e não encontrar todo o amor que você sente, em forma de anjo, pode ser a maior dor de um coração. Todo tempo do mundo é pouco pra curar uma ferida, por menor que seja. Memorias custam a apagar.
Só restam fotos e palavras. É tudo o que comprova que nossos corações já bateram como um só, que os nossos sonhos já foram os mesmos e que adormecer era tão feliz quando eu pensava em você segundos antes de dormir. Amor vai embora, passa sua validade, seu tempo de vida é curto. E muitas vezes, nos machuca tanto que deixa no ár a pergunta de porque eu vou amar de novo.
Eu não quero mais o amor. Não faz mais sentido. Amor é deixar morrer tudo o que há em mim, por alguém que talvez eu nem conheça direito.

Me faço de mágico.
Tiro flores do ár e me vejo refletido nos seus olhos que brilham ao sorrir.
Conto historias que te deixam feliz.
Invento rimas que fazem seu coração bater mais rapido.
E toco uma música, que te faz lembrar que o mundo pode valer a pena.

Me deixo cair, deixo você me levar.
Juntos agente vai às estrelas.
Deixa toda dor pra tras, deixa o que te fazia duvidar.
Agora que te achei, nunca mais vou te perder.
Escuta a voz do coração.

Desenho no ár coisas que só você sabe enchergar.
Deixo tudo pra depois, pra poder te encontrar.

Meu nariz vermelho de palhaço.
Faz de mim feliz.
Eu me vejo no amor.
Eu me vejo com você.
Eu confio.
Meu nariz vermelho de palhaço.
A parte de mim que só é completa quando eu penso em você.

Anúncios


No Responses Yet to “Pra chegar as estrelas.”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: