BORBOLETA

15fev09

Rotina.
Mais uma noite sem dormir.
Pelo menos essa noite foi diferente.
Eu podia te ver se eu fechasse os olhos bem apertadinhos.
Acho que desta vez, eu que não quis dormir.
Com medo de que quando eu acordasse, eu tivesse a certeza que você não pensa em mim.
Besteira.
Você já não pensa em mim agora.
Por que quando eu acordar vai ser diferente?
Só se mudar pra pior.

Chove lá fora.
Eu gosto de chuva.
Faz um barulho gostoso na janela.
Chuva é bonita.
Me faz lembrar você.
Aff…
Vento forte lá fora.
Lembro da propaganda da Varig:
“Como o vento eu quero estar ao teu redor…”
Que droga! ¬¬

O pior, é que eu nem sei porque eu penso em você.
Você nem meu nome deve lembrar.

O tempo passa.
Devagar, todo minuto eu penso em você.
Ah, eu escrevi uma carta de amor.
Tipo aquelas de criancinha.
Eu queria que você lesse.
Mas de verdade mesmo eu sei que eu não tenho coragem de te entregar.
Mais é bonita.
“Eu te amo como se tempo fosse só mais uma palavra no dicionário, e eu tivesse todos os minutos do mundo pra te conquistar.”
Eu gamo nesse trecho.
Sei lá, é meio fofo.

A chuva aumenta.
Resolvo ouvir um Fresno.
É Lucas, Stonehenge é a melhor música do mundo.
Pelo menos agora, eu tenho uma desculpa pra pensar em você.
Ou coisa que o valha.

Você se sente bem longe de mim.
(Eu não quero ver isso).
Você ainda tem seu besouro bonitão.
Ele é tudo o que eu não sei ser.
Eu juro que eu mudaria por você.
Eu juro.

Sem querer eu faço planos pra conquistar você.
Sem querer eu penso em maneiras de te dizer tudo o que eu preciso.
Sem querer eu fico pensando em te encontrar.
Sem querer eu gosto de você.
E não aprendi a mudar isso.
Eu não sei se quero mudar isso.

Só sei que penso em você.
Em tudo o que você me disse.
Em tudo que eu não quero lembrar.
Não sei se quero me dar esperanças.
Não sei se tem outra maneira.

Quanto mais o tempo passa.
Mais eu percebo.

— // —

– Dando um tempo pra mim, mas eu to vendo um dia pra ativar este blog e já ter todas as besteiras que escrevo nesses dias.
– Só quero dizer que este post foi pra Ariane, a minhoca.

Anúncios


No Responses Yet to “BORBOLETA”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: