Archive for fevereiro, 2009

(Se eu ficar mais tempo sem escrever minha cabeça vai explodir. Eu ando tentando evitar, mas descobri que eu só consigo sorrir se a parte que me prende no chão ser meio afastada. Então, vo escrever qualquer besteira, ou coisa que o valha) Pode ser que você durma durante 9 estações, tentando esquecer algumas coisas […]


(Primeiro e ultimo post que fala mesmo que vagamente sobre como foi o meu dia). Carnaval. Nas palavras do Renan: “Eu odeio o Carnaval!” Eu concordo com ele. Eu nunca entendi o carnaval, serio mesmo. Deve ser uma desculpa paras as pessoas ficarem bebadas, sairem dando pra todo mundo, arrumarem confusão… Enfim, deixa eu dizer […]


Só.

18fev09

É assim que eu me sinto distante de tudo do que se pareça de alguma forma com o amor. Só estou postando por isso. Me veio alguns minutos de compreensão e eu preciso lembrar. Tudo parece tão fora do lugar. Eu que sempre deixei o amor me guiar. De repente sinto tudo tão longe. O […]


Meu nariz de palhaço faz de mim o que eu quero ser. Meu pedaço de mim mais feliz. É quando eu brinco de ser feliz. Quando eu brinco de ser tudo o que é de melhor em mim. Minha máscara. Onde eu me escondo quando você passa. Garoto na ponta dos pés apoiado na beira […]


BORBOLETA

15fev09

Rotina. Mais uma noite sem dormir. Pelo menos essa noite foi diferente. Eu podia te ver se eu fechasse os olhos bem apertadinhos. Acho que desta vez, eu que não quis dormir. Com medo de que quando eu acordasse, eu tivesse a certeza que você não pensa em mim. Besteira. Você já não pensa em […]


Dá determinação de um exemplo, foram-se perdendo nesses novos tempos, deixando para trás “Os Velhos Novos”. Nesses tempos aonde custa á viver até mesmo sorrir. Hoje sorrir custa caro. Infelizmente, vejos nossos “Senhores Novos” aonde a situação anda tão sobria. O nosso passado infelizmente não sorri, endagão tristesa no seus prantos, seus sentimentos são molestados […]


Assim ele nasceu. Como as coisas tolas nascem do vento. Entre tijolos amarelos, de lá surgiu o mais belo dos coelhos. Branco, olhos puros. Mais vivia entre os gigante dos castelos no céu. Fato: as pessoas grandes são más. O coelho sempre teve um bom coração, mas de que vale o amor quando não é […]