eu também não sou daqui
mas se essa cidade é nossa,
eu me sinto em casa em qualquer lugar

queria te dizer mesmo é que nunca aprendi a lidar com isso,
queria te dizer mesmo é que eu odeio ir embora

na verdade já nem me preocupo
em tentar te dizer qualquer coisa,
tenho um pouco de certeza que você sabe de tudo
só de olhar pra mim

e às vezes acho que nunca vou cansar de olhar pra você

mesmo que pareça demorar tanto
entre cada vez que tenho a sorte de te ver

mesmo que eu morra de medo de te assustar

eu te fiz um poema de amor
eu acho que tirei a sorte grande quando te encontrei
eu conto tudo sobre você pro meu cachorro
eu visto minhas camisetas favoritas pra te ver
eu espero que você não repare na bagunça
eu te conto toda vez que eu quiser te beijar
eu torço pra que eu não fale bobagens demais
eu sempre fico tão nervoso antes de te ver

e às vezes acho mesmo que nunca vou cansar de olhar pra você

Anúncios

vou te contar da primeira vez que te vi
e tive vontade mesmo é de me esconder,
vou te contar do frio na barriga
que você me deixa
e da cidade que eu atravesso
e de todos os postes que eu derrubo
só pra ver se as luzes do seu bairro
me indicam aonde você mora.

vou te contar dos planos que tenho
até aqueles que tenho vontade de esconder,
vou te contar do medo que você me dá
mas eu queria tanto te ver
pra te entregar meus olhos sorridentes
e odiar esse tempo que teima em passar
cada vez que eu te vejo parece mais depressa
e eu só queria desacelerar
pra morar em todas as nossas despedidas.

vou te contar um segredo
mas bem baixinho pra só você ouvir,
vou te contar que te escrevi qualquer coisa
mas não me leve a mal
acho que passei todas essas horas em claro
decorando seu melhor sorriso e seus melhores desenhos
correndo antes que o mundo acabe
e juntando toda coragem pra quando eu te ver.


eu não ando só
nunca fez o meu tipo

eu não ando só
e nem preciso insistir,
eu tenho um bando de desajustados do meu lado
são todos vagabundos, poetas
músicos, sem emprego, sem religião
sem nem ter onde cair morto
mas somos todos do mesmo lugar

eu não ando só
e nem ando armado

eu não ando só
e não tenho medo de ninguém
nem se gritarem alto
ou se invadirem a minha casa
nem se forem violentos

eu não ando só
porque a gente não se abandona

eu não ando só
e eles nunca vão saber o que é isso
porque é do amor que eles têm medo

eu não ando só
porque todo lugar têm alguém que possa me acolher
todo lugar é nosso abrigo
e a gente fica até sem ar
de tanto rir
e sempre parece que somos amigos desde sempre

eu não ando só
desde quando te percebi
e você não saiu mais da minha cabeça

eu não ando só
e não te deixo andar só também


algumas coisas as vezes me deixam um pouco deprimido
e na verdade eu nem sei falar muito sobre elas
por que, de vez em quando
elas nem fazem tanto sentido assim.

então costumo pensar em coisas que me levem pra outro lugar
qualquer outro lugar, mais habitável, dentro da minha cabeça

qualquer lugar que tenha filmes e pizza
e alguma música boa de ouvir
e que você não vá embora nunca
ou, que pelo menos me olhe nos olhos e me chame
pra ir contigo, pra qualquer lugar
mesmo que a gente não tenha onde ficar
mas que eu possa te levar pra sair
andando a noite inteira
e dormindo até a hora do almoço
sentindo que eu não precisaria te escrever nada
porque você está aqui, parada, diante de mim
e todos os problemas, por agora,
ainda existem, mas são tão menores.
e você me lembra de respirar mais vezes
e quando você fala assim
eu até acredito que tudo vai ficar bem.

quando a gente consegue lembrar que algumas coisas ruins
são só isso mesmo, só um bocadinho de coisas ruins,
então estamos bem.
somos mais fortes.

eu descruzo os braços
e não canso nunca de te olhar
e juro que fico esperando a hora que você resolva vir me abraçar.


eu vi o sol se esconder dentro do seu cabelo,
ele fez uma curva no céu
e foi se pôr perto de você.
eu prendi a respiração
quando te vi riscar o céu
e torci mesmo pra que viesse pousar perto de mim.

desde então tenho te procurado pelo horizonte
e torcendo pro vento te deixar aqui mais perto.
e acho uma droga essa história de só astronautas
poderem te ver assim, tão de perto.

mas eu juro que vi o sol se esconder dentro do seu cabelo
deve ser por isso que toda vez me aproximo de você,
eu me sinto queimar. 


estamos bem

10out18

foi um temporal que tirou a gente do lugar,
não foi uma semana fácil
na verdade, faz tempo que não tem sido fácil

eles venceram

mas isso não quer dizer necessariamente
que a gente perdeu

de vez em quando eu penso no futuro
e ouço um barulho ensurdecedor,
parece que estamos andando de costas
parece que meus amigos cresceram cheios de ódio
parece que eles não são mais meus amigos

mas eles venceram
e a gente vai ficar bem

acho que por isso eu tenho tido tanta urgência
eu quero te contar as coisas boas do meu dia
quero te mostrar uma música nova
quero te contar desde quando me apaixonei por você

antes que o amor perca
pois eles venceram

e mesmo que tudo fique bem
(e vai ficar)
as coisas não voltam como eram antes.
é entropia.
parece que eu nunca mais vou ver alguns amigos da mesma forma.
mas parece, ainda bem,
que gosto de algumas pessoas ainda mais do que antes!
e isso nos faz crescer como gigantes.

somos fortes.
estamos bem.
o amor, em todas as suas infinitas formas, é a única revolução.


continue me olhando antes que o mundo acabe
porque ele vai acabar, uma hora ou outra
aliás, tenho uma teoria de que ele acaba toda semana
principalmente se não te vejo.
e se eu não te vejo a gente desaparece
e você me deixa em apuros.

na verdade eu tô sempre em apuros
tropeçando nas coisas que me lembram você
como o sol, o céu, as músicas, o vento
o cachorro preguiçoso, o silêncio de quando perco o sono
e eu penso em te ligar,
mas são duas ou três da manhã
e o mundo ainda nem acabou.

mas vai acabar
com certeza.
ou talvez a gente acabe indo pra algum outro lugar
em outra vida
e eu daria tudo para ser outra pessoa
para te roubar umas horas a mais.

então me olhe agora.
me chame pra dançar agora.
me leva pra sair.
ou me leva pra não fazer nada,
mas me tira daqui, e me faz sua companhia
como se eu fosse uma música que não sai mais da sua cabeça.

porque a gente nem tem tanto tempo assim
no máximo mais uns 80 anos.
ou só umas horas a mais
antes da gente sumir pra sempre.

e eu adoraria perder qualquer tempo a mais com você.